CUIABÁ

AGRO

GASTRONOMIA: Braseiro está de volta a Rondonópolis

Publicados

AGRO

A seleção de carnes nobres mais esperada deste segundo semestre de 2018 está prestes a entrar em campo novamente. Estamos falando da 5ª edição do Festival Braseiro – que irá ganhar contornos ainda mais saborosos no dia 8 de setembro, em Rondonópolis.

Desta vez, o aroma de churrasco ao ar livre convidará os mato-grossenses a desfrutarem do maior festival de carnes nobres do Brasil num dos espaços mais verdes do município: o Clube dos Funcionários da Fundação MT, localizado ao lado do Horto Florestal.

Próximo às margens do histórico rio Vermelho de Marechal Cândido Rondon, o evento – que contará com o charme e a beleza singular do campo – irá mobilizar 250 churrasqueiros para comandar 41 estações de preparo de carnes. Isto, na missão de assar cerca de quatro toneladas de cortes especiais de bovino, suíno, aves, peixes e cordeiro em harmonia perfeita com o clima de fazenda propício para confraternizações ao ar livre.

Mais de três mil pessoas são aguardadas no Festival Braseiro, que funciona no sistema open food e open bar. Ou seja, todas as pessoas que comprarem ingressos poderão comer à vontade e terão acesso livre ao bar.

“Assim como aconteceu na última edição em Cuiabá, queremos privilegiar o contato com a natureza. Tanto que, este ano, o festival será realizado no Clube dos Funcionários da Fundação MT. Um espaço amplo e arborizado, que é ideal para contemplar a paisagem, curtir uma tarde ao lado de amigos e familiares, ouvir uma boa música e se deliciar com um excelente churrasco”, comenta o presidente da Associação Braseiro, Marco Túlio Duarte Soares.

VOLUNTÁRIOS PELO SOCIAL – Para além da valorização da qualidade e da produção mato-grossense de carne, o Festival Braseiro traz em seus pilares um cunho social. “O evento nasceu em Rondonópolis para ajudar uma casa de apoio. Um objetivo que ganha força a cada festival”, destaca Tulio.

Em sua última edição, realizada em Cuiabá, o Braseiro arrecadou R$111.309,91, valor revertido proporcionalmente aos projetos de cinco instituições filantrópicas. Em Rondonópolis, não será diferente. Todos os 250 churrasqueiros trabalham voluntariamente e 100% do lucro será revertido para entidades – a serem definidas por meio de edital, previsto para abrir em agosto.

CORTES ESPECIAIS – No dia 8 de setembro, as opções de carnes especiais trazem consigo a missão de agradar os paladares mais refinados dos amantes da carne. Tanto que os participantes irão poder apreciar wagyu, brisket, tomahawk de Angus, dry aged, picanha de Nelore, chorizo, t-bone e mais diversos cortes diferentes. Vale ressaltar que, pelo terceiro ano consecutivo a Celeiro Carnes Especiais [eleita em 2017 como a 2ª melhor carne do país pela revista Dinheiro Rural] será a carne oficial do festival.

SERVIÇO – Em breve, o passaporte para o 5º Festival Braseiro será disponibilizado para aquisição. Vale destacar que o evento será realizado, a partir das 12h, no Clube dos Funcionários da Fundação MT, que está localizado na Avenida Antônio Teixeira dos Santos, 1559, no bairro Parque Universitário, em Rondonópolis (MT).

Mais informações clique AQUI

COMENTE ABAIXO:
Propaganda
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Login

Deixe uma resposta

AGRO

MT aumenta área plantada de soja, mas deve produzir menos

Por fim, a produção total para a próxima colheita ficou projetada em 39,48 milhões de toneladas para o estado.

Publicados

em

Sobre a produtividade, a estimativa foi estipulada em 58,62 saca/hectare, menos que 2021. FOTO - Exame/Alexis Prappas

A área aguardada de soja para a próxima temporada no estado de Mato Grosso (safra 2022/23) ficou projetada em 11,13 milhões de hectares, incremento de 2,55% em relação à safra 2021/22.

A ampliação inicial está pautada pela valorização do preço da oleaginosa, demanda aquecida e o momento de preços favoráveis dos subprodutos da soja, o que motivou alguns produtores a fazerem a conversão de áreas de pastagens para agricultura, principalmente em regiões onde a pecuária predomina — Nordeste, Noroeste e Norte.

A informação foi divulgada, nos últimos dias, pelo Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (IMEA), no boletim semanal da soja. Sobre a produtividade, a estimativa foi estipulada em 58,62 saca/hectare, o que representa 1,26% abaixo em relação ao rendimento da safra 2021/22.

Apesar do recuo na estimativa, neste primeiro momento as projeções ficam limitadas,
devido a alguns pontos que podem impactar no decorrer da safra, como: condições climáticas e incertezas de investimento devido ao alto custo de produção.

Por fim, a produção total ficou projetada em 39,48 milhões de toneladas para o estado.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍCIA

BRASIL E MUNDO

AGRO E ECONOMIA

FAMOSOS

MAIS LIDAS DA SEMANA