CUIABÁ

AGRO

Mato Grosso é destaque em matéria da Forbes

Publicados

AGRO

A Estratégia Produzir, Conservar e Incluir (PCI), instituída pelo Governo de Mato Grosso, é destaque em matéria publicada no site da revista americana Forbes. O texto relata que os Walmart e Unilever decidiram utilizar a força da cadeia de fornecimento para enfrentar o desmatamento da floresta tropical. Dessa forma, o texto aponta que há inúmeras formas de se engajar no comércio sustentável e traz a Estratégia PCI como um bom exemplo de iniciativa, já que Mato Grosso é o maior produtor de soja e gado do Brasil.

“E os resultados podem ser expressivos: os objetivos da iniciativa ajudarão a evitar a emissão de 6 gigatoneladas de gases de feito estufa, aproximadamente as emissões anuais dos Estados Unidos”, afirma o texto patrocinado pelo Fundo de Defesa do Meio Ambiente (EDF).

A Estratégia PCI foi lançada em Paris durante a COP 21 em 2015 e constitui-se de um conjunto de metas com o objetivo de expandir e aumentar a eficiência da produção agropecuária e florestal, a conservação dos remanescentes de vegetação nativa, recomposição dos passivos ambientais e a inclusão socioeconômica da agricultura familiar e gerar a redução de emissões e sequestro de carbono.

Responsável pelo eixo Conservar, a Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema) assumiu a missão de manter 60% de vegetação nativa de Mato Grosso e eliminar o desmatamento ilegal até 2020. “Recebemos com o orgulho a notícia de que a Estratégia PCI vem sendo internacionalmente reconhecida como exemplo de que a produção aliada à conservação ambiental e inclusão social é possível”, comemora o secretário André Baby.

De acordo com o gestor, a Sema atua em diversas frentes para atingir as metas acordadas em Paris. “Nosso trabalho passa pelos processos de descentralização e desconcentração para chegar mais perto dos cidadãos, a implantação do Sistema Mato-Grossense de Cadastro Ambiental Rural (Simcar), gestão eficiente dos licenciamentos ambientais, ações de controle o monitoramento, criminalização de infratores e transparência, além da inauguração da primeira Base Aérea de Combate a Incêndios Florestais no Norte de Mato Grosso e da implementação do Plano de Combate ao Desmatamento e Incêndios Florestais”, diz André Baby.

O diretor-executivo do Comitê Estadual da Estratégia PCI, Fernando Sampaio, lembra que a iniciativa foi concebida com uma pluralidade de ações para que os investidores possam escolher a melhor forma de apoiar a produção sustentável em Mato Grosso. De acordo com Sampaio, há desde a possibilidade de investir em ações voltadas para a agricultura familiar e comunidades tradicionais, do eixo Incluir, quanto o investimento em políticas de conservação ambiental, entre outros.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Login

Deixe uma resposta

AGRO

MT aumenta área plantada de soja, mas deve produzir menos

Por fim, a produção total para a próxima colheita ficou projetada em 39,48 milhões de toneladas para o estado.

Publicados

em

Sobre a produtividade, a estimativa foi estipulada em 58,62 saca/hectare, menos que 2021. FOTO - Exame/Alexis Prappas

A área aguardada de soja para a próxima temporada no estado de Mato Grosso (safra 2022/23) ficou projetada em 11,13 milhões de hectares, incremento de 2,55% em relação à safra 2021/22.

A ampliação inicial está pautada pela valorização do preço da oleaginosa, demanda aquecida e o momento de preços favoráveis dos subprodutos da soja, o que motivou alguns produtores a fazerem a conversão de áreas de pastagens para agricultura, principalmente em regiões onde a pecuária predomina — Nordeste, Noroeste e Norte.

A informação foi divulgada, nos últimos dias, pelo Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (IMEA), no boletim semanal da soja. Sobre a produtividade, a estimativa foi estipulada em 58,62 saca/hectare, o que representa 1,26% abaixo em relação ao rendimento da safra 2021/22.

Apesar do recuo na estimativa, neste primeiro momento as projeções ficam limitadas,
devido a alguns pontos que podem impactar no decorrer da safra, como: condições climáticas e incertezas de investimento devido ao alto custo de produção.

Por fim, a produção total ficou projetada em 39,48 milhões de toneladas para o estado.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍCIA

BRASIL E MUNDO

AGRO E ECONOMIA

FAMOSOS

MAIS LIDAS DA SEMANA