CUIABÁ

AGRO

Obras de pavimentação da BR-163/PA também têm serviços no final de semana

Publicados

AGRO

Desde a retomada das obras de pavimentação da BR-163/PA em maio, após o período chuvoso, os serviços são executados diariamente pelo Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes – DNIT em parceria com o Exército Brasileiro.

Os trabalhos também ocorrem aos finais de semana, como neste domingo (9/06), quando foi realizada a imprimação de um trecho da rodovia. O objetivo do DNIT é asfaltar, até o final do ano, os últimos 50 quilômetros da BR-163/PA que ainda estão em terra, desde Mato Grosso até o porto de Miritituba.

As obras estão sob a responsabilidade do Exército Brasileiro e de empresa contratada pelo DNIT. Em função das características do clima e do solo da região, a autarquia fez um planejamento de toda a logística necessária para assegurar o avanço das obras a partir de maio. Essa preparação incluiu produção e estoque de material para a execução dos serviços de engenharia.

A imprimação consiste em aplicar uma camada fina de material betuminoso sobre a superfície onde será implantada a rodovia. Antes disso, no entanto, são necessários executar serviços de drenagem do solo, de terraplenagem, de execução da base e sub-base do leito da rodovia.

 

Fonte: MinutoMT com DNIT

COMENTE ABAIXO:
Propaganda
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Login

Deixe uma resposta

AGRO

MT aumenta área plantada de soja, mas deve produzir menos

Por fim, a produção total para a próxima colheita ficou projetada em 39,48 milhões de toneladas para o estado.

Publicados

em

Sobre a produtividade, a estimativa foi estipulada em 58,62 saca/hectare, menos que 2021. FOTO - Exame/Alexis Prappas

A área aguardada de soja para a próxima temporada no estado de Mato Grosso (safra 2022/23) ficou projetada em 11,13 milhões de hectares, incremento de 2,55% em relação à safra 2021/22.

A ampliação inicial está pautada pela valorização do preço da oleaginosa, demanda aquecida e o momento de preços favoráveis dos subprodutos da soja, o que motivou alguns produtores a fazerem a conversão de áreas de pastagens para agricultura, principalmente em regiões onde a pecuária predomina — Nordeste, Noroeste e Norte.

A informação foi divulgada, nos últimos dias, pelo Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (IMEA), no boletim semanal da soja. Sobre a produtividade, a estimativa foi estipulada em 58,62 saca/hectare, o que representa 1,26% abaixo em relação ao rendimento da safra 2021/22.

Apesar do recuo na estimativa, neste primeiro momento as projeções ficam limitadas,
devido a alguns pontos que podem impactar no decorrer da safra, como: condições climáticas e incertezas de investimento devido ao alto custo de produção.

Por fim, a produção total ficou projetada em 39,48 milhões de toneladas para o estado.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍCIA

BRASIL E MUNDO

AGRO E ECONOMIA

FAMOSOS

MAIS LIDAS DA SEMANA