CUIABÁ

AGRO

Programa Aprendiz do Agronegócio oportunidades para Jovens no Mercado de Trabalho

Publicados

AGRO

Conhecido como o celeiro do Brasil, o estado de Mato Grosso é o principal produtor brasileiro de soja, algodão e milho, segundo dados Instituto Mato-Grossense De Economia Agropecuária (IMEA), e uma das principais contribuições do agronegócio para o desenvolvimento do MT é a geração de empregos. Outra grande tendência são as Usinas de Etanol Flex, que envolvem a cana-de-açúcar e o milho que contribui na geração de empregos.

E pensando em uma educação capaz de qualificar e capacitar a mão de obra para os desafios e tecnologias voltadas ao agronegócio mato-grossense, o Centro de Integração Empresa-Escola (CIEE), lança a criação do programa Aprendiz do Agronegócio.

Para a Consultora de Atendimento do CIEE em Rondonópolis Fabiana Azevedo, cursos AGRONEGÓCIO e MAGAREFE que são ofertados pela unidade é um começo de grandes oportunidades que a região oferece.

“Essa é uma oportunidade que vai além do mercado de trabalho, é oferecer para o jovem a qualificação profissional que vai proporcionar a esse jovem uma interação entre o aprender na teoria e o fazer na pratica, então no meu modo de ver é sim uma iniciativa valida e que temos que somar forças para que o programa se desenvolva na nossa cidade e principalmente que forme cidadãos que queiram crescer profissionalmente”, pontua a Consultora.

Fabiana conta que hoje a unidade de Rondonópolis, já tem parceria firmada no curso de MAGAREFE onde oferece para os jovens aprendizes a formação para atuar em frigoríficos e em açougues da nossa região e cidade.

O programa CIEE Aprendiz do Agronegócio se propõe a preparar e conduzir jovens para todas as oportunidades existentes no agro, com um curso de capacitação e trabalho ao mesmo tempo, os jovens profissionais atuarão passando por fazendas, por cooperativas, mecanização de agricultura de precisão, agricultura digital, operação de máquinas e toda capacitação, competências da mão de obra voltada para o agronegócio.

O contato com o CIEE é feito pelas empresas empregadoras que queiram contratar o Jovem Aprendiz, mas que não tem a capacitação teórica  para ofertar, então o CIEE como agente capacitador entra e disponibiliza as empresas o espaço e as aulas teóricas desde que ambos estejam de acordo com as normas da Lei de Aprendizagem.

O CIEE é uma instituição criada na década de 60, por educadores que se reuniram com empresários para formar mão-de-obra e criar estágios e introdução dos estudantes ao mercado de trabalho. O Programa é parceria entre o CIEE e a Fundação Roberto Marinho (FRM), e apoia-se na Lei nº 10.097/2000, a Lei de Aprendizagem.

O que é o Aprendiz do Agronegócio.

É um programa de aprendizagem e uma contratação especial, com uma série de benefícios para todas as partes envolvidas.

O curso de aprendizagem, ou seja, as atividades teóricas exercidas na entidade capacitadora é parte integrante do contrato.

O curso deve estar diretamente relacionado com as atividades práticas, pois o objetivo maior é que o jovem seja formado para o mercado de trabalho dentro da área escolhida.

O que o CIEE oferece

Uma estrutura adequada ao desenvolvimento dos programas de aprendizagem, de forma a manter a qualidade do processo de formação profissional dos aprendizes, além de encaminhar os adolescentes cadastrados e interessados nas oportunidades de aprendizagem, mantendo o programa de aprendizagem desenvolvido por meio de atividades teóricas e práticas, contendo os objetivos do curso.

Outros cursos

Cursos nas áreas Administrativas, Comércio e Varejo e Práticas Bancárias, agora o CIEE implementou os novos cursos AGRONEGÓCIO e MAGAREFE, nos quais os aprendizes contratados por empresas adquirem conhecimentos nas áreas comuns em relação às atitudes comportamentais e de formação, bem como na área de conhecimento específico no Agronegócio e no Magarefe.

Para isso, as empresas podem formalizar a parceria com o CIEE e, posteriormente, contratar aprendizes, que receberão a capacitação teórica no CIEE e a capacitação prática na empresa empregadora.

Quais os Benefícios do Programa?

Oportunidade de promover mudanças sociais, contribuindo para o desenvolvimento profissional dos jovens aprendizes;

Retorno Institucional ao associar sua marca a um programa social amplamente divulgado;

Oportunidade de formar profissionais afinados com a cultura e os princípios da organização e aproveitá-los para seus quadros;

No Mato Grosso, os municípios que foram favorecidos com os cursos AGRONEGÓCIO e MAGAREFE já validados são: Araputanga, Barra do Garças, Cuiabá, Primavera do Leste, Pontes e Lacerda, Rondonópolis, Sapezal, Sinop, Tangará da Serra e Várzea Grande.

 

Fonte: Da Redação MinutoMT 

 

 

 

COMENTE ABAIXO:
Propaganda
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Login

Deixe uma resposta

AGRO

MT aumenta área plantada de soja, mas deve produzir menos

Por fim, a produção total para a próxima colheita ficou projetada em 39,48 milhões de toneladas para o estado.

Publicados

em

Sobre a produtividade, a estimativa foi estipulada em 58,62 saca/hectare, menos que 2021. FOTO - Exame/Alexis Prappas

A área aguardada de soja para a próxima temporada no estado de Mato Grosso (safra 2022/23) ficou projetada em 11,13 milhões de hectares, incremento de 2,55% em relação à safra 2021/22.

A ampliação inicial está pautada pela valorização do preço da oleaginosa, demanda aquecida e o momento de preços favoráveis dos subprodutos da soja, o que motivou alguns produtores a fazerem a conversão de áreas de pastagens para agricultura, principalmente em regiões onde a pecuária predomina — Nordeste, Noroeste e Norte.

A informação foi divulgada, nos últimos dias, pelo Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (IMEA), no boletim semanal da soja. Sobre a produtividade, a estimativa foi estipulada em 58,62 saca/hectare, o que representa 1,26% abaixo em relação ao rendimento da safra 2021/22.

Apesar do recuo na estimativa, neste primeiro momento as projeções ficam limitadas,
devido a alguns pontos que podem impactar no decorrer da safra, como: condições climáticas e incertezas de investimento devido ao alto custo de produção.

Por fim, a produção total ficou projetada em 39,48 milhões de toneladas para o estado.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍCIA

BRASIL E MUNDO

AGRO E ECONOMIA

FAMOSOS

MAIS LIDAS DA SEMANA