CUIABÁ

AGRO

Sinop | Secretaria de Saúde e UFMT orientam sobre o uso racional de medicamentos

Publicados

AGRO

A Secretaria Municipal de Saúde, por meio da Atenção Primaria e Assistência Farmacêutica, juntamente com o consultório farmacêutico da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), iniciaram na última segunda-feira (27), na Unidade Básica de Saúde do Jardim Oliveiras, em Sinop (MT) o primeiro ciclo de palestras sobre o uso racional de medicamentos.

As orientações são ofertadas para os grupos de hipertensos e diabéticos, e busca atender todas as Unidades Básicas de Saúde (UBS’s) do município até meados de novembro.

De acordo com a coordenadora do departamento de assistência farmacêutica, Emily Carolina Nunes Lopes, essa ação visa orientar, em especial, esse público porque eles [hipertensos e diabéticos] fazem o uso de medicamentos continuo, e, é importante que esses remédios sejam consumidos de forma consciente e correta.

“Nosso objetivo é ressaltar o papel do uso indiscriminado de medicamentos e a automedicação como principais responsáveis pelos altos índices de intoxicações por remédios. Então, com essa ação, conseguimos eliminar diversas dúvidas dos pacientes, e assim, transparecer a eles os reais riscos que a automedicação pode ofertar à saúde”, frisa a coordenadora.

Leia Também:  Criança de dois anos morre de Leishmaniose em Rondonópolis

Em casos de dúvidas sobre o uso de medicamentos, a população pode procurar a Farmácia Regional André Maggi, sempre das 7h às 11h e das 13h às 17h, que a equipe está à disposição para auxiliar no que for preciso.

Anexo à unidade tem o consultório farmacêutico da UFMT com atendimento e acompanhamento de pacientes, em especial diabéticos e hipertensos, nas terças-feiras, quintas-feiras e sextas-feiras, das 7h às 11h.

Fonte: Assessoria

COMENTE ABAIXO:
Propaganda
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Login

Deixe uma resposta

AGRO

MT aumenta área plantada de soja, mas deve produzir menos

Por fim, a produção total para a próxima colheita ficou projetada em 39,48 milhões de toneladas para o estado.

Publicados

em

Sobre a produtividade, a estimativa foi estipulada em 58,62 saca/hectare, menos que 2021. FOTO - Exame/Alexis Prappas

A área aguardada de soja para a próxima temporada no estado de Mato Grosso (safra 2022/23) ficou projetada em 11,13 milhões de hectares, incremento de 2,55% em relação à safra 2021/22.

A ampliação inicial está pautada pela valorização do preço da oleaginosa, demanda aquecida e o momento de preços favoráveis dos subprodutos da soja, o que motivou alguns produtores a fazerem a conversão de áreas de pastagens para agricultura, principalmente em regiões onde a pecuária predomina — Nordeste, Noroeste e Norte.

A informação foi divulgada, nos últimos dias, pelo Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (IMEA), no boletim semanal da soja. Sobre a produtividade, a estimativa foi estipulada em 58,62 saca/hectare, o que representa 1,26% abaixo em relação ao rendimento da safra 2021/22.

Apesar do recuo na estimativa, neste primeiro momento as projeções ficam limitadas,
devido a alguns pontos que podem impactar no decorrer da safra, como: condições climáticas e incertezas de investimento devido ao alto custo de produção.

Por fim, a produção total ficou projetada em 39,48 milhões de toneladas para o estado.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  MT é só o 19º colocado no ranking de vacinação contra a COVID-19
Continue lendo

POLÍCIA

BRASIL E MUNDO

AGRO E ECONOMIA

FAMOSOS

MAIS LIDAS DA SEMANA