CUIABÁ

AGRO

Torneio Leiteiro promete recordes e garante difusão de tecnologia

Publicados

AGRO

A 27ª edição do Torneio Leiteiro da Exposição Agropecuária, Industrial e Comercial do Sul de Mato Grosso (Exposul), começa a marcar um grande evento dentro da 47ª Exposul, que acontece de 5 a 10 de agosto.

Parte da Comissão Organizadora do Torneio Leiteiro se reuniu na manhã do último dia 03, para tratar dos  detalhes finais do evento, que movimenta criadores de toda a região.

“Este ano teremos, com certeza, o que há de melhor do rebanho leiteiro representado pelas vacas e novilhas durante a Exposul. O Torneio Leiteiro traz para o Parque de Exposições o resultado do melhoramento genético e a consequente produtividade leiteira, batendo recordes a cada ano”, disse Astrolino Junior, médico veterinário e responsável técnico do Sindicato Rural de Rondonópolis.

O Torneio Leiteiro já se concretizou como um grande evento técnico dentro da Exposul. Mais uma vez a capacidade de animais para o certame é de 20, entre vacas e novilhas.

“Por isso alertamos ao produtor rural que está apto para trazer um animal para o Torneio, para que providencie a inscrição. Lembrando que abriremos vagas para exposição de gado leiteiro, mas também com limite pré-determinado, mais uma vez, recomendamos a oficialização da participação, para não ficar de fora da Exposul”, recomenda Cristiano Rezende Garcia, zootecnista e membro da Comissão Organizadora do Torneio.

As inscrições para o Torneio ou para exposição de gado leiteiro podem ser feitas no
Sindicato Rural, ou pelo telefone 3423 2990.

 

Fonte: Assessoria

COMENTE ABAIXO:
Propaganda
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Login

Deixe uma resposta

AGRO

MT aumenta área plantada de soja, mas deve produzir menos

Por fim, a produção total para a próxima colheita ficou projetada em 39,48 milhões de toneladas para o estado.

Publicados

em

Sobre a produtividade, a estimativa foi estipulada em 58,62 saca/hectare, menos que 2021. FOTO - Exame/Alexis Prappas

A área aguardada de soja para a próxima temporada no estado de Mato Grosso (safra 2022/23) ficou projetada em 11,13 milhões de hectares, incremento de 2,55% em relação à safra 2021/22.

A ampliação inicial está pautada pela valorização do preço da oleaginosa, demanda aquecida e o momento de preços favoráveis dos subprodutos da soja, o que motivou alguns produtores a fazerem a conversão de áreas de pastagens para agricultura, principalmente em regiões onde a pecuária predomina — Nordeste, Noroeste e Norte.

A informação foi divulgada, nos últimos dias, pelo Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (IMEA), no boletim semanal da soja. Sobre a produtividade, a estimativa foi estipulada em 58,62 saca/hectare, o que representa 1,26% abaixo em relação ao rendimento da safra 2021/22.

Apesar do recuo na estimativa, neste primeiro momento as projeções ficam limitadas,
devido a alguns pontos que podem impactar no decorrer da safra, como: condições climáticas e incertezas de investimento devido ao alto custo de produção.

Por fim, a produção total ficou projetada em 39,48 milhões de toneladas para o estado.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍCIA

BRASIL E MUNDO

AGRO E ECONOMIA

FAMOSOS

MAIS LIDAS DA SEMANA