CUIABÁ

AGRO

UFMT e Senar-MT realizam workshop no próximo dia 5 de julho

Publicados

AGRO

“Seu futuro é conectar pessoas às soluções”. Este é o tema do Workshop que acontece no próximo dia 05 de julho, no auditório do Bloco Didático 02, localizado no campus da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), em Cuiabá (MT). As vagas são limitadas e as inscrições devem ser feitas pelo link: https://forms.gle/aQYtBm8X4un8QDAM6.

Com início às 14h30, a programação inclui assuntos como transformar problemas em oportunidades, descobrir como empreender no agro e saber como ampliar seu networking e trabalhar em rede colaborativa. O objetivo do evento é apresentar as oportunidades que existem em empreender no agro quando se conecta pessoas às soluções.

Outro assunto em pauta, neste workshop, será a desmistificação de que o Agro só tem oportunidade de emprego para quem é graduado em ciências agrárias. Serão discutidas as diversas oportunidades de carreiras que existem no setor e como se capacitar para atuar em novas profissões que estão surgindo nesta área.

A conversa será com o superintendente do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural de Mato Grosso (Senar-MT), Otávio Celidonio e com o zootecnista e especialista em gestão da educação profissional e tecnológica pela UFMT, Carlos Guerreiro.

Outras informações pelos telefones (65) 3928-4806 e Whatsapp (65) 99969-4251

 

Fonte: MinutoMT com Assessoria

COMENTE ABAIXO:
Propaganda
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Login

Deixe uma resposta

AGRO

MT aumenta área plantada de soja, mas deve produzir menos

Por fim, a produção total para a próxima colheita ficou projetada em 39,48 milhões de toneladas para o estado.

Publicados

em

Sobre a produtividade, a estimativa foi estipulada em 58,62 saca/hectare, menos que 2021. FOTO - Exame/Alexis Prappas

A área aguardada de soja para a próxima temporada no estado de Mato Grosso (safra 2022/23) ficou projetada em 11,13 milhões de hectares, incremento de 2,55% em relação à safra 2021/22.

A ampliação inicial está pautada pela valorização do preço da oleaginosa, demanda aquecida e o momento de preços favoráveis dos subprodutos da soja, o que motivou alguns produtores a fazerem a conversão de áreas de pastagens para agricultura, principalmente em regiões onde a pecuária predomina — Nordeste, Noroeste e Norte.

A informação foi divulgada, nos últimos dias, pelo Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (IMEA), no boletim semanal da soja. Sobre a produtividade, a estimativa foi estipulada em 58,62 saca/hectare, o que representa 1,26% abaixo em relação ao rendimento da safra 2021/22.

Apesar do recuo na estimativa, neste primeiro momento as projeções ficam limitadas,
devido a alguns pontos que podem impactar no decorrer da safra, como: condições climáticas e incertezas de investimento devido ao alto custo de produção.

Por fim, a produção total ficou projetada em 39,48 milhões de toneladas para o estado.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍCIA

BRASIL E MUNDO

AGRO E ECONOMIA

FAMOSOS

MAIS LIDAS DA SEMANA