CUIABÁ

AGRO

Vice-presidente visita MT na próxima semana

Publicados

AGRO

General Hamilton Mourão, estará em Sorriso para o
encerramento da colheita de soja.

O vice-presidente da República, general Hamilton Mourão, estará em Sorriso (420 km ao Norte de Cuiabá), no dia 15 de fevereiro (sexta-feira), para participar do encerramento da colheita de soja na safra 2018/2019.

Na oportunidade, Mourão também irá abrir, simbolicamente, o plantio de milho safrinha de 2019. Além da vinda do vice-presidente, também é esperado o anúncio de investimentos em unidades fabris, pesquisa e desenvolvimento de novas tecnologias para o agronegócio do Estado, por empresas com capital 100% brasileiro.

O governador Mauro Mendes também estará no evento e lembrou que os produtores de soja têm até o dia 15 de fevereiro para cadastrar suas propriedades junto ao Instituto de Defesa Agropecuária do Estado de Mato Grosso (Indea-MT).

Até quarta-feira (06.02), já tinham sido cadastradas 7.026 propriedades, totalizando área de plantio de soja de 6,1 hectares. Na safra 2016/2017, o número de cadastros chegou a 12.290 propriedades, com uma área de 8,2 milhões/ha com produção da oleaginosa.

Para o encerramento da colheita também são esperados os ministros da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Tereza Cristina, da Ciência e Tecnologia, Marcos Pontes, oficiais da Forças Armadas, secretários de Estado, senadores e deputados federais e estaduais.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Login

Deixe uma resposta

AGRO

MT aumenta área plantada de soja, mas deve produzir menos

Por fim, a produção total para a próxima colheita ficou projetada em 39,48 milhões de toneladas para o estado.

Publicados

em

Sobre a produtividade, a estimativa foi estipulada em 58,62 saca/hectare, menos que 2021. FOTO - Exame/Alexis Prappas

A área aguardada de soja para a próxima temporada no estado de Mato Grosso (safra 2022/23) ficou projetada em 11,13 milhões de hectares, incremento de 2,55% em relação à safra 2021/22.

A ampliação inicial está pautada pela valorização do preço da oleaginosa, demanda aquecida e o momento de preços favoráveis dos subprodutos da soja, o que motivou alguns produtores a fazerem a conversão de áreas de pastagens para agricultura, principalmente em regiões onde a pecuária predomina — Nordeste, Noroeste e Norte.

A informação foi divulgada, nos últimos dias, pelo Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (IMEA), no boletim semanal da soja. Sobre a produtividade, a estimativa foi estipulada em 58,62 saca/hectare, o que representa 1,26% abaixo em relação ao rendimento da safra 2021/22.

Apesar do recuo na estimativa, neste primeiro momento as projeções ficam limitadas,
devido a alguns pontos que podem impactar no decorrer da safra, como: condições climáticas e incertezas de investimento devido ao alto custo de produção.

Por fim, a produção total ficou projetada em 39,48 milhões de toneladas para o estado.

COMENTE ABAIXO:

Continue lendo

POLÍCIA

BRASIL E MUNDO

AGRO E ECONOMIA

FAMOSOS

MAIS LIDAS DA SEMANA