CUIABÁ

BRASIL & MUNDO

‘Vila Sésamo’ apresenta família com dois pais gays durante Mês do Orgulho LGBT

Publicados

BRASIL & MUNDO

Tem gente nova na “Vila Sésamo” e elas trazem uma nova camada de diversidade ao programa infantil com décadas de idade.

O episódio de Dia da Família, que foi lançado na última quinta-feira (17) no HBO Max (que, assim como a CNN Internacional, pertence ao grupo WarnerMedia) e no YouTube, contém uma família com dois pais gays.

No episódio, Nina apresenta o irmão dela e o marido dele, interpretados por Chris Costa e Alex Weisman, bem como a filha do casal, papel de Olivia Perez, para Elmo e os amigos deles durante a celebração do Dia da Família.

O marco para o programa acontece durante o Mês do Orgulho LGBT, algo que Alan Muraoka, conhecido como Alan da Vila Sésamo, reconheceu em uma publicação no Facebook.

“A Vila Sésamo sempre foi um lugar acolhedor de diversidade e inclusão. Então, estou animado em apresentar o irmão da Nina, Dave, o marido dele, Frank, e a filha deles, Mia, à nossa vila ensolarada”, escreveu Muraoka, que codirigiu o episódio. “Amor é amor, e estamos muito felizes de acrescentar essa família especial à nossa família Sésamo”.

Ativistas LGBTQ celebraram a inclusão.

“O episódio ‘Dia da Família’ da Vila Sésamo envia a mensagem simples e importante de que existem famílias de todas as formas, e que o amor e a aceitação são sempre os ingredientes mais importantes para uma família”, disse a presidente e CEO do GLAAD, Sarah Kate Ellis, em um tweet.

Ao longo dos anos, a Vila Sésamo apresentou personagens diversos e abordou temas como fome e vício.

Mais cedo neste ano, o programa introduziu dois novos personagens Muppets afro-americanos e discutiu o que significa diferenciação racial.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Login

Deixe uma resposta

BRASIL & MUNDO

Ex-ministro da educação é preso pela PF por esquemas com pastores no MEC

A Operação investiga o balcão de negócios montado por pastores, também preso, dentro da pasta comandada pelo ex-ministro.

Publicados

em

Além de Milton Ribeiro, são alvos os pastores Arilton Moura e Gilmar Santos, apontados como lobistas

A Polícia Federal prendeu nesta quarta o ex-ministro da Educação Milton Ribeiro, alvo de investigações por corrupção na liberação de verbas do ministério a partir de um esquema de tráfico de influência envolvendo pastores evangélicos.

As ordens judiciais foram emitidas pela 15ª Vara Federal Criminal da Seção Judiciária do Distrito Federal, após declínio de competência à primeira instância. A investigação corre sob sigilo. O mandado contra Ribeiro é de prisão preventiva.

Agentes cumprem mandados de busca e apreensão em endereços de Ribeiro e dos pastores Arilton Moura e Gilmar Santos, apontados como lobistas que atuavam no MEC. Santos e Moura também foi preso.

São cumpridos 13 mandados de busca e apreensão e cinco mandados de prisão nos estados de Goiás, São Paulo, Pará e Distrito Federal, além de medidas cautelares diversas como proibição de contatos entre os investigados e envolvidos.

Batizada de “Acesso Pago”, a ação investiga a prática de tráfico de influência e corrupção para a liberação de recursos públicos do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação, vinculado ao Ministério da Educação.

“A investigação iniciou-se com a autorização do STF em razão do foro privilegiado de um dos investigados. Com base em documentos, depoimentos e Relatório Final da Investigação Preliminar Sumária da Controladoria-Geral da União reunidos no inquérito policial, foram identificados possíveis indícios de prática criminosa para a liberação das verbas públicas”, diz a PF.

O crime de tráfico de influência está previsto no artigo 332 do Código Penal, com pena prevista de 2 a 5 anos de reclusão. São investigados também fatos tipificados como crime de corrupção passiva (2 a 12 anos de reclusão), prevaricação (3 meses a 1 ano de detenção) e advocacia administrativa (1 a 3 meses), todos previstos no Código Penal.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍCIA

BRASIL E MUNDO

AGRO E ECONOMIA

FAMOSOS

MAIS LIDAS DA SEMANA