CUIABÁ

CIDADES

Empresária de MT é a primeira mulher a assumir presidência da ABR

Publicados

CIDADES

A empresária e presidente da Associação das Empresas do Distrito Industrial de Cuiabá (AEDIC), Margareth Buzetti, assume a presidência da Associação Brasileira do Segmento de Reforma de Pneus (ABR) nesta quinta-feira (05), em evento que será realizado em São Paulo. Diretora administrativa da Buzetti Pneus, Margareth foi eleita no mês de outubro. Ela será a primeira mulher a presidir a entidade, além de ser a primeira presidente que não advém das regiões Sul e Sudeste.

A ABR reúne 1.302 empresas responsáveis pela reforma de 11,5 milhões de pneus somente no Brasil. O segmento é considerado altamente sustentável. Faz com que deixem de ser despejados milhares de pneus no meio ambiente. O setor também contribui significativamente para a economia, com um faturamento nacional de R$ 5 bilhões/ano, impostos na ordem de R$ 300 milhões. Além disso, são 250 mil empregos gerados diretamente.

Mandato

O mandato na presidência da ABR é de três anos. Margareth aponta que terá duas missões pela frente. Uma será interna, consistindo na promoção de avanços dentro da Associação, estimulando uma ampla participação dos associados na modernização da gestão da entidade.

“Outro trabalho será o de valorização do setor, que tem muita importância economicamente e, especialmente, na questão ambiental. Porque somos um setor que gera muito emprego, movimenta uma grande cadeia produtora, gera altos impostos. E, assim, na questão ambiental, ainda mais”, enfatiza a empresária.

Tripé da Sustentabilidade

Margareth Buzetti destaca que a atividade cumpre integralmente o tripé da sustentabilidade, ou seja, é ecologicamente correta, economicamente viável e socialmente justa. “Poucas atividades conseguem incorporar de maneira tão completa o conceito de sustentabilidade. A reforma de pneus cumpre um papel ecológico muito importante no sentido de evitar o descarte prematuro de carcaças”, completa.

Um pneu reformado emprega apenas 20% do material utilizado na produção de um pneu novo, proporcionando a mesma durabilidade original e postergando a destinação final da carcaça. Um pneu pode ser reformado, em média, duas vezes, gerando três vidas para a carcaça. Enquanto um pneu novo utiliza 79 litros de petróleo para ser fabricado, um reformado utiliza apenas 29 litros. “Estes 50 litros multiplicados por 11,5 milhões de vezes é uma conta astronômica de litros de petróleo que deixam de ser retirados do meio ambiente”, diz a empresária, “lembrando que os combustíveis fósseis são o grande vilão ambiental”, acrescenta.

Economia

“O pneu reformado também é culturalmente muito bem aceito pela sociedade. Aproximadamente dois terços dos pneus de caminhões ou ônibus que circulam pelo país são reformados. Somos responsáveis pela redução do custo do transporte, em um país onde 58% do transporte de cargas são feitos pelas rodovias”, informa Margareth Buzetti.

De acordo com dados da ABR, um pneu reformado possui rendimento quilométrico semelhante ao novo, com o valor entorno de 70% mais econômico para o consumidor, apresentando uma redução de 57% no custo/km para o setor de transporte.

A Associação calcula que, entre os anos de 2008 e 2017, a reforma produziu 89.250.000 de pneus comerciais (ônibus e caminhões) e 48.150.000 reformas de pneus de automóveis.

A reforma de pneus consiste na reposição da banda de rodagem, sendo uma prática mundial que surgiu da possibilidade de se reaproveitar, com total segurança, a carcaça do pneu, que ao invés de ser descartado prematuramente, volta a rodar como se fosse novo, com o mesmo desempenho.

Por Redação MinutoMT (com assessoria)

COMENTE ABAIXO:
Propaganda
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Login

Deixe uma resposta

CIDADES

Com emenda de R$ 300 mil de Claudinei, distrito de Vale Rico terá uma quadra poliesportiva

O deputado destinou R$ 300 mil para a construção de quadra poliesportiva, com a contrapartida da outra parte do valor pelo prefeito de Guiratinga

Publicados

em

O deputado estadual Delegado Claudinei (PL) atendeu o grande anseio dos moradores do distrito de Vale Rico, localizado em Guiratinga, que almejavam ter uma quadra poliesportiva para a prática esportiva de crianças e jovens e realização de eventos. Ele garantiu uma emenda no valor de R$ 300 mil para a construção do espaço e que, também, contará com a contrapartida da outra parte do valor pelo prefeito municipal, Waldeci Barga Rosa (UB).

O parlamentar chegou a visitar o distrito, em janeiro de 2021, junto com o gestor municipal e a vereadora Fabiana Rocha (UB) e se deparou com a situação precária da quadra utilizada pela comunidade local. “Neste dia, me comprometi a buscar alternativas junto aos gestores municipais e contribuir com melhorias na infraestrutura deste distrito. E ainda mais, soube que era um grande anseio dos moradores e me sinto realizado de estar ajudando nesse desejo. Em breve terão um espaço para o esporte e lazer”, posicionou Claudinei.

Fabiana conta que o distrito de Vale Rico possui uma média de 450 habitantes. “É uma região que tem uma população bastante carente e esquecida. A gente procura ajudar o distrito e vê a necessidade de incentivar os jovens a estarem praticando o esporte, participando de campeonatos e ter o lazer merecido, algo que não tinham, pois não havia uma estrutura boa. E o novo espaço também poderá ser utilizado para outros meios, como na promoção de eventos. Será bem amplo”, comentou a vereadora.

Localização – O município de Guiratinga fica a uma distância de aproximadamente 110 km de Rondonópolis. Em relação ao distrito de Vale Rico, é de cerca de 60 km.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍCIA

BRASIL E MUNDO

AGRO E ECONOMIA

FAMOSOS

MAIS LIDAS DA SEMANA