CUIABÁ

CIDADES

Professores de Rondonópolis usam a música como ferramenta de aprendizagem

Publicados

CIDADES

Ouvidos apurados e corpo acordado para a ação permitem a crianças conhecerem o mundo e aprenderem conceitos e conhecimentos transmitidos no ambiente escolar. Enfocando maneiras de trabalhar a musicalidade e expressão corporal do aluno, desde março, a Secretaria Municipal de Educação (Semed) realiza o curso “A Sonoridade e a Expressão Corporal como Ferramenta de Aprendizagem” para professores da educação infantil e do primeiro ciclo do ensino fundamental. Divididos em duas turmas, cerca de 120 docentes, que lecionam para crianças de cinco a seis anos, participam de encontros sobre o tema, que acontecem no Salão Ipê da Semed, quinzenalmente. A última reunião será no dia 02 de julho, quando também ocorre o encerramento da capacitação.

Analisar a aplicação das artes na educação infantil para crianças entre cinco e seis anos, refletir sobre a importância da sonoridade e da expressão corporal como veículos de aprendizagem da leitura e da escrita, reforçar o papel da atividade artística no processo de construção da linguagem e representação da criança são alguns objetivos do curso.

Purpurinas, lantejoulas, papéis sulfite, caixas de pizza, latas de leite, vidrinhos plásticos de remédio, pincéis e tinta acrílica foram alguns materiais usados pelos professores para confeccionarem instrumentos musicais não convencionais. “Com esses objetos, criamos chocalhos, percussão e reco-reco, por exemplo, e testamos suas sonoridades. Ficamos com os que fazem o som que mais nos agrada”, revela uma das ministrantes do curso, a professora-formadora da Semed Célia Azevedo, que tem formação em artes com habilitação em música.

Ritmo, melodia e harmonia são elementos a serem concebidos em sala de aula, posteriormente, pelos participantes, ao aplicarem o conhecimento apreendido durante a formação. Além da sonoridade, a dramaticidade é outra habilidade a ser estimulada nos alunos. “Essas duas aptidões garantem à criança uma boa aprendizagem no ensino fundamental e também permitem uma ponte entre o lúdico e o intelectual, criando uma continuidade no aprendizado durante a alfabetização, quando passamos a trabalhar não apenas com brincadeiras, mas também com a cognição do estudante para transmitir conceitos”, afiança Célia.

Professor-formador responsável pelas noções de expressão corporal da capacitação, Joelson Santos, que também é ator, ressalta a importância da consciência do movimento como linguagem. “A expressão corporal é inerente à comunicação humana. Ela vem, inclusive, antes das palavras. O próprio bebê, faz suas sinalizações com grunhidos e expressões corporais. Assim, é necessário ao professor saber identificar a linguagem corporal dos alunos, porque ela não esconde o que se passa com ele. E também desenvolver neles o domínio dessa comunicação, que é um canal para se fazer compreender e passar informações. Então, toda a capacitação é pensada de forma que o professor possa aplicar esses conhecimentos de forma lúdica durante a transição da educação infantil para o ensino fundamental”, observa Joelson.

Para Julio Cezar Coelho, gerente do Departamento de Formação Profissional da Semed, é preciso levar a arte à escola com música, poesia, cantos e cantigas de roda, incentivando a criatividade e a imaginação dos pequenos. Afinal, segundo

COMENTE ABAIXO:
Propaganda
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Login

Deixe uma resposta

CIDADES

Com emenda de R$ 300 mil de Claudinei, distrito de Vale Rico terá uma quadra poliesportiva

O deputado destinou R$ 300 mil para a construção de quadra poliesportiva, com a contrapartida da outra parte do valor pelo prefeito de Guiratinga

Publicados

em

O deputado estadual Delegado Claudinei (PL) atendeu o grande anseio dos moradores do distrito de Vale Rico, localizado em Guiratinga, que almejavam ter uma quadra poliesportiva para a prática esportiva de crianças e jovens e realização de eventos. Ele garantiu uma emenda no valor de R$ 300 mil para a construção do espaço e que, também, contará com a contrapartida da outra parte do valor pelo prefeito municipal, Waldeci Barga Rosa (UB).

O parlamentar chegou a visitar o distrito, em janeiro de 2021, junto com o gestor municipal e a vereadora Fabiana Rocha (UB) e se deparou com a situação precária da quadra utilizada pela comunidade local. “Neste dia, me comprometi a buscar alternativas junto aos gestores municipais e contribuir com melhorias na infraestrutura deste distrito. E ainda mais, soube que era um grande anseio dos moradores e me sinto realizado de estar ajudando nesse desejo. Em breve terão um espaço para o esporte e lazer”, posicionou Claudinei.

Fabiana conta que o distrito de Vale Rico possui uma média de 450 habitantes. “É uma região que tem uma população bastante carente e esquecida. A gente procura ajudar o distrito e vê a necessidade de incentivar os jovens a estarem praticando o esporte, participando de campeonatos e ter o lazer merecido, algo que não tinham, pois não havia uma estrutura boa. E o novo espaço também poderá ser utilizado para outros meios, como na promoção de eventos. Será bem amplo”, comentou a vereadora.

Localização – O município de Guiratinga fica a uma distância de aproximadamente 110 km de Rondonópolis. Em relação ao distrito de Vale Rico, é de cerca de 60 km.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍCIA

BRASIL E MUNDO

AGRO E ECONOMIA

FAMOSOS

MAIS LIDAS DA SEMANA