CUIABÁ

Educação

Organização Pan-Americana de Saúde visita programa inovador da Unemat

Publicados

Educação

O Câmpus de Tangará da Serra da Universidade do Estado de Mato Grosso – Unemat recebeu na quinta (3) e sexta-feira (4) a Comissão Avaliadora do Ministério da Saúde e da Organização Pan-Americana de Saúde (Opas), para conhecerem em profundidade o Escritório de Qualidade para Organização de Saúde (Esqualos), experiência implementada no município desde 2017. O projeto é resultado de parceria entre o curso de Enfermagem da Unemat, a Secretaria Municipal de Saúde e instituições de saúde de Tangará da Serra.

O Esqualos destacou-se entre os 251 projetos do Brasil inscritos para o Seminário de Inovações em Educação na Saúde, realizado pelo Ministério da Saúde e pela Opas, classificando-se entre as 45 experiências escolhidas para integrar a programação de avaliação na segunda fase no Seminário, em Brasília no mês de março. Dentre os 45, o Escritório esteve entre as 31 melhores experiências escolhidas para serem visitadas in loco.

Durante o processo de avaliação técnica iniciada na quinta-feira (3) na sala do Esqualos no Hospital Municipal Arlete Daisy Chichetti de Brito, foi realizado o acolhimento, recepção e apresentação geral da programação e eixos de trabalho do Esqualos às avaliadoras.

Foram apresentadas as atividades desenvolvidas pelos projetos de extensão na linha da Política Nacional de Humanização com ensino interprofissional: o Projeto Brincando no Hospital, o Projeto Ambiência na Saúde, o Projeto Contando Histórias e a Liga Acadêmica em Oncologia, além do Projeto de Elaboração de Protocolos e Manuais para Serviços de Saúde. Também foram apresentados os cursos, oficinas, pesquisas e seminários temáticos desenvolvidos nos últimos três anos, que se constituem como os projetos-base para a implantação do Esqualos, através de ações integrativas envolvendo professores e alunos da Unemat, profissionais dos serviços de saúde e a população local, com foco na melhoria dos processos de trabalho na atenção à saúde.

No período vespertino foram realizadas visitas a duas unidades de saúde que apresentam em seu quadro egressos do curso de Especialização em Gerenciamento da Atenção Primária com Ênfase na Saúde da Família, ofertado pela Unemat, fruto dos resultados de pesquisa realizada com o objetivo de identificar o perfil dos profissionais da Atenção Primária e a avaliação da organização do processo de trabalho e da atenção integral em unidades de saúde.

Também foram realizadas reuniões com o prefeito de Tangará da Serra, Fábio Martins Junqueira, gestores, coordenadores técnicos, profissionais das áreas, pesquisadores, extensionistas e uma roda de conversa com alunos bolsistas e voluntários dos projetos, que apresentaram os alcances e desafios do Esqualos.

Dos produtos apresentados destaca-se, além da inserção de alunos e servidores no campo operacional da organização dos serviços, instrumentos e documentos produzidos para apoiar a gestão, tais como organogramas, fluxogramas, manuais, boletins informativos para tomada de decisão. Também foi apresentado como tem sido a elaboração da Carteira de Serviços da Atenção Primária e quais os motivos e possíveis frutos almejados na construção deste documento a partir desta articulação.

Na sexta-feira (4), houve reuniões com os diretores, coordenadores e profissionais do Hospital Maternidade Santa Ângela e do Hospital Clínica da Criança, onde o Esqualos desenvolve suas ações desde o segundo semestre de 2017, focando na formação de recursos humanos em saúde.

Esqualos

O Esqualos é resultado de articulação com os serviços públicos e privados de saúde do município de Tangará da Serra e se constitui de um programa que visa promover educação, através do processo de pesquisa e extensão na articulação ensino-serviço.

De acordo com o coordenador do programa, professor Josué Souza Gleriano, o Esqualos está contribuindo decisivamente para o fortalecimento da Política Nacional de Educação Permanente em Saúde, por meio da articulação de práticas interprofisisonais, considerando a integração de profissionais das mais diversas áreas como Enfermagem, Medicina, Direito, Arquitetura, Administração, entre outros, a fim de garantir o desenvolvimento e sustentação das práticas seguras para a assistência à saúde. “A seleção de um projeto desenvolvido há menos de um ano no interior de Mato Grosso reforça que estamos na direção certa”, afirma o coordenador. “Nossa proposta visa fortalecer a gestão dos serviços de saúde através da expansão e da melhoria da qualidade, por meio da integração ensino-serviço na avaliação dos serviços de saúde e programas de saúde”, explica Josué.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Login

Deixe uma resposta

CIDADES

Governo de MT suspende retorno das aulas presenciais

Publicados

em

O governo estadual voltou atrás na decisão da retomada das aulas presenciais, marcada para começar no dia 7 de junho, e decidiu, na tarde de ontem (28), suspender o retorno das aulas na modalidade híbrida até o dia 16 de julho.

De acordo com o secretário de Educação, Alan Porto, as aulas vão continuar na modalidade não presencial até o fim deste semestre. O alto índice de ocupação de leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e a volta do crescimento de casos e mortes, com o início da terceira onda da Covid-19, foram os principais motivos para a suspensão, que foi definida em reunião com o governador Mauro Mendes.

Também foi considerado o início da vacinação dos profissionais da educação. A previsão é que, após o recesso escolar do meio do ano, em agosto, os alunos retornem na modalidade híbrida, quando os servidores já devem estar imunizados.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍCIA

BRASIL E MUNDO

AGRO E ECONOMIA

FAMOSOS

MAIS LIDAS DA SEMANA