CUIABÁ

FEZ AS CONTAS

Medo de ficar fora por causa de Tigresa teria feito Barranco se mexer

O temor era que uma onda popular abraçasse a moça e o “voto de protesto” fizesse Tigresa ser o “Tiririca” da ocasião

Publicados

ESPIA AÍ

Atual líder do partido em Mato Grosso trabalha fortemente sua reeleição na ALMT

Uma teoria de bastidores tem rondado o PT, em Mato Grosso. O atual presidente da sigla, Valdir Barranco (PT), estaria também diretamente por trás do veto à filiação e, consecutivamente, da candidatura à deputada estadual de Esther “Tigresa”, a atriz pornô que ganhou os holofotes, nos últimos dias, com um possível projeto eleitoral à Assembleia Legislativa de Mato Grosso.

O próprio Barranco deve disputar a reeleição, bem como Lúdio Cabral (PT), outro nome forte da sigla e que é tido como mais do que provável vencedor nas urnas. Nos bastidores, comenta-se que a “repercussão” do nome de Tigresa gerou sua queda, mas, diferentemente do que muita gente imaginou, a vida pregressa da jovem não foi o que teria feito o partido agir e sim a atração excessiva de manchetes Esther atraiu.

Potencial eleitoral de Tigresa, impulsionado pelas redes sociais, assustou petistas

O temor era que uma onda popular abraçasse a moça e, impulsionada pelo chamado “voto de protesto”, bem como por sua força nas redes sociais, Tigresa viesse a ser o “Tiririca” da ocasião. Eventualmente, com isso, viria a prejudicar até mesmo o próprio Barranco, já que não é aguardado que o partido alcance mais de dois nomes no parlamento estadual. Valdir, obviamente, nega tal motivação e argumenta que a negativa ocorreu por questões técnicas relativas ao domicílio eleitoral de Tigresa.

Leia Também:  Secretária cria problema político para Pátio, Neuma e Roni

Segundo o próprio Barranco, o caso pode até mesmo ser revertido, desde que seja concluído que não oferecerá riscos legais. Tigresa ameaçou fazer graves denúncias sobre as reais motivações que a tiraram do páreo, mas recuou e tem mantido silêncio. Ela iniciou sua carreira virtual aos 17 anos, quando surgia nua em estradas esburacadas de Mato Grosso criticando a qualidade da via. Pouco depois, começou a gravar vídeos adultos e deu a entender que não pararia com os mesmos, até mesmo em caso de vitória nas urnas.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

ESPIA AÍ

Secretária cria problema político para Pátio, Neuma e Roni

O grande temor é que Pátio acabe se isolando politicamente pelo verdadeiro encastelamento promovido pela secretária.

Publicados

em

Ione Rodrigues tem irritado aliados do prefeito

Mesmo com pouco tempo ocupando a chefia de uma das pastas mais poderosas da Administração do prefeito, José Carlos do Pátio (PSB), em Rondonópolis, é notável o estrago político que a secretária de Governo, Ione Rodrigues dos Santos, tem conseguido acumular frente diferentes setores.

Ione ganhou a autonomia de trabalhar diretamente com o gestor e tem atuado em sua blindagem, como não poderia ser diferente, mas tem pecado insistentemente no excesso. É rotina encontrar vereadores, líderes de bairros, companheiros de Pátio há anos, bem como fornecedores e até empresários interessados em investir na cidade tomando verdadeiros “chá de cadeira”, muita vezes de uma tarde toda, unicamente por causa dos caprichos da secretária.

Secretária tem buscado manter uma agenda muito próxima do prefeito.

A impressão que fica, segundo informações colhidas pela reportagem, é que Ione tem algum tipo de prazer em engessar propositalmente as deliberações para deixar claro a quem lhe interpelar que ela é quem está no controle da situação.

Leia Também:  Secretária cria problema político para Pátio, Neuma e Roni

O desgaste já respinga diretamente nas pré-candidaturas da primeira-dama, Neuma de Morais (PSB), a federal, e Roni Magnani (PSB), a estadual. Ambos sabem das constantes retaliações e teriam informado o prefeito sobre o impasse, temendo um “desastre eleitoral” por conta das atitudes de Ione, haja vista que tanto Neuma quanto Roni terão Pátio como o instrumento de atração de votos de suas campanhas.

O grande temor é que Pátio acabe se isolando politicamente pelo verdadeiro encastelamento promovido pela secretária. Servidores públicos, que estão em estado de greve na cidade, reclamam que o distanciamento que já possuíam em relação ao prefeito agora se tornou um verdadeiro abismo, desde a chegada de Ione à posição de “cão de guarda”.

Já circula pelos bastidores que foi em virtude de Ione que o procurador-geral do Município, advogado de Pátio há anos, não aguentou e pediu exoneração do cargo. Vereadores que falaram com o MINUTO MT confirmaram o problema e um até brincou que “em futuro próximo, quando o prefeito precisar falar com ele, colocará alguém como Ione em seu gabinete”, fazendo referência ao verdadeiro muro criado.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍCIA

BRASIL E MUNDO

AGRO E ECONOMIA

FAMOSOS

MAIS LIDAS DA SEMANA