CUIABÁ

Geral

Evento indígena promove o compartilhamento de cultura entre etnias do Mato Grosso

Publicados

Geral

Brasnorte (MT) – Três terras indígenas, cinco povos e mais de 200 indígenas celebraram a diversidade e as semelhanças da cultura indígena do noroeste de Mato Grosso. Durante 4 dias a aldeia Cravari (Terra Indígena Manoki), foi um espaço de interação sociocultural entre os povos Myky, Manoki, Sabanê, Tawandê e Manduca. Um encontro entre jovens, professores, lideranças e anciãos, que promoveu o intercâmbio de saberes tradicionais.

Ao refletir um mosaico de cores, cantos, danças, histórias e artesanatos, o evento – realizado entre os dias 24 e 28 de setembro – marcou a conclusão de um ciclo de formação em gestão territorial e política junto a estas populações, iniciado em 2016 pelo projeto “IREHI: Cuidando dos territórios”, desenvolvido pela OPAN e financiado pelo Fundo Amazônia.

Um dos objetivos do projeto foi atender à demanda por formação juvenil expressada por esses povos em seus Planos de Gestão Territorial e Ambiental de Terras Indígenas (PGTA), propósito atendido com o ciclo de formação que fortaleceu as trocas culturais intergeracionais e o protagonismo de jovens em suas comunidades.
O encontro contou com a participação de anciãos das três terras indígenas que realizaram “contações de histórias”, em que relataram o surgimento de cada povo, bem como suas tradições e costumes. Essa dinâmica proporcionou aos participantes trocas culturais intensas, nas quais encontraram, por exemplo, coincidências cosmológicas, fortalecendo sua identidade como povos originários. E essas relações interculturais se confirmam mediante seus meios de produção, reprodução da vida e com o vínculo que mantêm com seus territórios, seja o Cerrado ou a floresta.
Os anciãos também foram os protagonistas durante as tardes de oficinas de confecção de artesanatos, onde ensinaram aos mais jovens as técnicas de cada etnia na criação de artefatos e arte, como redes, arcos e flechas, cestos, colares, brincos, cocares, tiaras, saias de buriti, chocalhos, pintura corporais tradicionais, língua materna e calendário tradicional.

Irani Tawandê, da Terra Indígena Pirineus de Souza, por exemplo, é um reconhecido contador de histórias que fez os participantes conhecerem sobre as origens e mitos de seu povo. “Eu vim aqui para falar do que somos, de onde viemos. Este é o nosso trabalho: incentivar os nossos jovens a amar nossa tradição”, disse ele, destacando a alegria de ver os povos unidos, mostrando cada um sua cultura e encontrando semelhanças entre elas.
Por sua vez, Rosinês Kamunu, da Terra Indígena Manoki, ficou orgulhosa de ver a participação dos jovens Manoki interessados em conhecer e aprimorar sua cultura. De acordo com ela, essa prática “nos ajuda a se sentir mais orgulhosos de ser indígena e a lutar, ainda mais nestes tempos tão difíceis para eles”, afirmou.
Um momento que também chamou a atenção dos jovens foi a participação de Cristian Wariu, um jovem youtuber da etnia Xavante que em seu canal aborda a diversidade da cultura indígena, desmistificando preconceitos sobre os povos indígenas no Brasil.

Na roda de conversa, Cristian reforçou a necessidade dos indígenas usarem a comunicação digital e as redes sociais para se expressarem e para apresentarem suas culturas e suas tradições. “Nós já estamos registrando tudo na nossa aldeia, mas ainda precisamos publicar mais, nos mostrar mais”, disse Typju Myky, concordando com Cristian na importância de apresentar a cultura indígena fora de seus territórios.

A educação indígena foi tratada durante o evento quando os professores indígenas apresentaram seus projetos etnoeducacionais desenvolvidos em suas escolas e nas universidades. Os projetos reforçam a importância da educação indígena diferenciada, em meio às demandas indígenas por aquisição de novos conhecimentos e de convívio entre as sociedades indígenas e não indígenas.

O evento foi encerrado com uma grande festa cultural, com danças e exposição dos artesanatos e artefatos confeccionados durante as oficinas. Todos os povos presentes partilharam a alegria de se encontrarem e fortalecerem suas culturas e conhecimentos, reafirmando sua aposta nos jovens, suas lideranças do presente e do futuro.

Fonte: Assessoria/Funai

COMENTE ABAIXO:
Propaganda
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Login

Deixe uma resposta

Geral

Medeiros e Claudinei vão destinar emendas para a construção de nova Delegacia de Polícia em Brasnorte

Publicados

em

O deputado estadual Delegado Claudinei (UB) cumpriu agenda, em Brasnorte, no dia 11 de fevereiro, para verificar as principais demandas da cidade, juntamente com o deputado federal José Medeiros (Podemos). Eles foram recepcionados na sede da Prefeitura Municipal pelo prefeito Edelo Ferrari (DEM) e a vice-prefeita Roseli Borges de Araújo (PP) e na Câmara Municipal pelo vice-presidente, o vereador Cláudio Campos e demais parlamentares.

No início do encontro, o prefeito deu um panorama dos projetos previstos no município para atender a área de infraestrutura com os convênios a serem firmados junto ao governo estadual. Ele citou a instalação de aeroporto, revitalização e arborização de áreas urbanas, aquisição de maquinários, recuperação asfáltica com recursos próprios, implantação de usina solar, melhorias no hospital municipal, entre outros investimentos.

Delegacia

A principal demanda apresentada foi a precariedade da Delegacia da Polícia Judiciária Civil de Mato Grosso (PJC) do município, em que a Prefeitura Municipal, Câmara de Vereadores e a sociedade civil organizada uniram forças para poder construir uma nova sede para proporcionar um melhor ambiente de trabalho aos servidores e atendimento para a população.

“Parabenizo essa parceria da Prefeitura e Câmara de Vereadores e que não esperaram a iniciativa do Estado e tiveram a proatividade para buscar meios para a construção de uma nova Delegacia de Polícia junto com a sociedade civil organizada. A gente fica muito feliz em saber, ver que se preocupam com a sociedade e o benefício é para os moradores da cidade. E faço questão de somar e vou destinar R$ 300 mil das minhas emendas”, explanou Claudinei.

A gestão municipal concedeu o terreno para a nova delegacia, como, também, R$ 200 mil para a construção da obra. Os vereadores contribuíram com R$ 200 mil e Medeiros se comprometeu a contribuir com R$ 200 mil e o promotor de Justiça de Brasnorte, Alvaro Schiefler Fontes, ficou responsável em articular junto ao Ministério Público para buscar via Termo de Ajustamento de Conduta (TAC), o restante do recurso que equivale o total de R$ 1,1 milhão.

Realidade

Desde que chegou em Brasnorte, o promotor conta que a cidade possuía juiz e promotor, mas não tinha delegado e nem defensor público. “O que acontece, graça à Deus, é a integração com o prefeito e vereadores e outras autoridades. Até abril no máximo, uma parte do problema estará resolvido com a chegada de um delegado. Desde que cheguei aqui, estamos lutando para trazer uma nova delegacia para cá. A gente quer prestar um serviço público de qualidade”, explica Schiefler.

Para o escrivão da PJC Antônio Carlos, a luta pela delegacia já dura dois anos. “Estamos atrás já há um bom tempo. Fizemos o projeto seguindo os padrões da PJC. Agora, está se tornando realidade. Agora, faço 20 anos na instituição, em março, e essa conquista é para a população. A prefeitura ajuda muito. O efetivo é muito pouco aqui”, comentou o policial.

Os vereadores Professor Genival, Dioclécio Alves de Lima – conhecido por “Manico” (PTB), Dr. Norberto Junior (DEM) e Roberto Marcelo (PSB), o presidente do Sindicato Rural de Brasnorte, Cleber José dos Santos Silva, e o presidente do Conseg de Brasnorte, Nelsi Deiss Barkert, acompanharam o encontro com os deputados.

Reivindicação – O deputado estadual Delegado Claudinei apresentou indicação de n.° n.º 2579/2021 para a Secretaria de Segurança de Mato Grosso para designar um Delegado Titular para atender a Delegacia de Polícia Judiciária Civil do município de Brasnorte.

Atualmente, estão em fase de formação na Academia de Polícia (Acadepol), em Cuiabá, 45 delegados que vão atender os municípios do interior de Mato Grosso, sendo que um deles vai atender Brasnorte, a partir do dia 23 de março deste ano.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍCIA

BRASIL E MUNDO

AGRO E ECONOMIA

FAMOSOS

MAIS LIDAS DA SEMANA