CUIABÁ

Geral

ONU investirá R$ 3 milhões em projetos sustentáveis em MT

Publicados

Geral

No Brasil, o programa é desenvolvido com exclusividade em Mato Grosso.

O programa da Organização das Nações Unidas (ONU) “Parceria para Ações na Economia Verde” irá investir cerca de R$ 3 milhões este ano em projetos que incentivem a economia e a geração de empregos sustentáveis em Mato Grosso.

A Page, sigla em inglês de Partnership for Action on Green Economy, ajuda países a adotar e implementar políticas e estratégias para o desenvolvimento da economia verde com o objetivo de diminuir a emissão de carbono no mundo. No Brasil, o programa é desenvolvido apenas em Mato Grosso, primeiro estado subnacional a firmar convênio com esse organismo da ONU.

Com o convênio assinado em 2016, alguns projetos já estão sendo desenvolvidos projetos nas áreas de energia renovável, planejamento territorial, turismo sustentável e regularização ambiental em assentamentos rurais. Para este ano já estão assegurados $ 875 mil para o desenvolvimento de ações, o que equivale a cerca de R$ 3 milhões.

Além do Governo de Mato Grosso, também compõe o projeto a Federação das Indústrias de no Estado de Mato Grosso (Fiemt), Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), Instituto Federal de Mato Grosso (IFMT), Universidade do Estao de Mato Grosso (Unemat), Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), Academia de Arquitetura e Urbanismo (AAU), Instituto Centro de Vida (ICV), Assembleia Legislativa de Mato Grosso e Ministério do Trabalho e Emprego.

No Brasil, o programa é desenvolvido com exclusividade em Mato Grosso.

Coordenadora do projeto pelo Governo Mato Grosso, a gestora governamental Rita Chiletto considera que a iniciativa é de extrema relevância na atual conjuntura de crise econômica do Estado, em que a gestão precisa priorizar as ações básicas para o cidadão.

“Mato Grosso é um campo fértil para captar recursos internacional para preservação ambiental e desenvolvimento da economia verde. E há muito dinheiro disponível para isso. Por isso o Estado deve ser pró-ativo e ir atrás desses recursos, preservando assim a arrecadação do Estado para outros setores básicos, especialmente neste momento”.

No entanto, Rita Chiletto ressalta que os projetos não visam apenas a preservação ambiental, sendo o principal objetivo o desenvolvimento social, com a geração de emprego e renda.

Entre os projetos em desenvolvimento está a regularização ambiental do assentamento Vale do Mangaval, em Cáceres, que possuie possui 108 famílias. Com a regularização, eles poderão ter acesso a crédito e aumentar a produção, garantindo assim o aumento de renda. Outro projeto em finalização é a elaboração de diretrizes para padronização e certificação dos produtos turísticos sustentáveis.

Para este ano de 2019, a equipe do projeto pretende ampliar o escopo de ações. A Page irá, inclusive, instalar uma coordenação executiva em Mato Grosso. “Quem vai ganhar é sociedade como um todo, já que estaremos apoiando ações para reduzir a emissão de carbono. Mas acima de tudo, quem ganha diretamente são as pessoas e comunidades de Mato Grosso que serão atingidas diretamente pelas ações com a criação de empregos verdes e redução da pobreza”, finalizou a coordenadora.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Login

Deixe uma resposta

Geral

Medeiros e Claudinei vão destinar emendas para a construção de nova Delegacia de Polícia em Brasnorte

Publicados

em

O deputado estadual Delegado Claudinei (UB) cumpriu agenda, em Brasnorte, no dia 11 de fevereiro, para verificar as principais demandas da cidade, juntamente com o deputado federal José Medeiros (Podemos). Eles foram recepcionados na sede da Prefeitura Municipal pelo prefeito Edelo Ferrari (DEM) e a vice-prefeita Roseli Borges de Araújo (PP) e na Câmara Municipal pelo vice-presidente, o vereador Cláudio Campos e demais parlamentares.

No início do encontro, o prefeito deu um panorama dos projetos previstos no município para atender a área de infraestrutura com os convênios a serem firmados junto ao governo estadual. Ele citou a instalação de aeroporto, revitalização e arborização de áreas urbanas, aquisição de maquinários, recuperação asfáltica com recursos próprios, implantação de usina solar, melhorias no hospital municipal, entre outros investimentos.

Delegacia

A principal demanda apresentada foi a precariedade da Delegacia da Polícia Judiciária Civil de Mato Grosso (PJC) do município, em que a Prefeitura Municipal, Câmara de Vereadores e a sociedade civil organizada uniram forças para poder construir uma nova sede para proporcionar um melhor ambiente de trabalho aos servidores e atendimento para a população.

“Parabenizo essa parceria da Prefeitura e Câmara de Vereadores e que não esperaram a iniciativa do Estado e tiveram a proatividade para buscar meios para a construção de uma nova Delegacia de Polícia junto com a sociedade civil organizada. A gente fica muito feliz em saber, ver que se preocupam com a sociedade e o benefício é para os moradores da cidade. E faço questão de somar e vou destinar R$ 300 mil das minhas emendas”, explanou Claudinei.

A gestão municipal concedeu o terreno para a nova delegacia, como, também, R$ 200 mil para a construção da obra. Os vereadores contribuíram com R$ 200 mil e Medeiros se comprometeu a contribuir com R$ 200 mil e o promotor de Justiça de Brasnorte, Alvaro Schiefler Fontes, ficou responsável em articular junto ao Ministério Público para buscar via Termo de Ajustamento de Conduta (TAC), o restante do recurso que equivale o total de R$ 1,1 milhão.

Realidade

Desde que chegou em Brasnorte, o promotor conta que a cidade possuía juiz e promotor, mas não tinha delegado e nem defensor público. “O que acontece, graça à Deus, é a integração com o prefeito e vereadores e outras autoridades. Até abril no máximo, uma parte do problema estará resolvido com a chegada de um delegado. Desde que cheguei aqui, estamos lutando para trazer uma nova delegacia para cá. A gente quer prestar um serviço público de qualidade”, explica Schiefler.

Para o escrivão da PJC Antônio Carlos, a luta pela delegacia já dura dois anos. “Estamos atrás já há um bom tempo. Fizemos o projeto seguindo os padrões da PJC. Agora, está se tornando realidade. Agora, faço 20 anos na instituição, em março, e essa conquista é para a população. A prefeitura ajuda muito. O efetivo é muito pouco aqui”, comentou o policial.

Os vereadores Professor Genival, Dioclécio Alves de Lima – conhecido por “Manico” (PTB), Dr. Norberto Junior (DEM) e Roberto Marcelo (PSB), o presidente do Sindicato Rural de Brasnorte, Cleber José dos Santos Silva, e o presidente do Conseg de Brasnorte, Nelsi Deiss Barkert, acompanharam o encontro com os deputados.

Reivindicação – O deputado estadual Delegado Claudinei apresentou indicação de n.° n.º 2579/2021 para a Secretaria de Segurança de Mato Grosso para designar um Delegado Titular para atender a Delegacia de Polícia Judiciária Civil do município de Brasnorte.

Atualmente, estão em fase de formação na Academia de Polícia (Acadepol), em Cuiabá, 45 delegados que vão atender os municípios do interior de Mato Grosso, sendo que um deles vai atender Brasnorte, a partir do dia 23 de março deste ano.

COMENTE ABAIXO:

Continue lendo

POLÍCIA

BRASIL E MUNDO

AGRO E ECONOMIA

FAMOSOS

MAIS LIDAS DA SEMANA