CUIABÁ

Geral

Competências socioemocionais: grande diferencial competitivo no mercado de trabalho

Publicados

Geral

Que o mercado de trabalho está cada vez mais dinâmico e competitivo não é novidade. Na era digital, com o conhecimento na palma da mão por meio de smartphones e notebooks, graduação e pós-graduação, domínio de dois ou três idiomas e cursos específicos já não são suficientes para garantir a tão sonhada vaga de emprego.

Pesquisa divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) em março deste ano, mostra que a taxa de desemprego atingiu 13,1 milhões de brasileiros.

Uma alternativa para tentar se manter longe dessa realidade é aprimorar o desenvolvimento das competências socioemocionais ou “soft skills”. A expressão em inglês significa habilidades interpessoais que, de acordo com os especialistas na área, têm grande potencial para ser o destaque competitivo. É a forma como as pessoas se comportam consigo, com os outros, com o mundo e com a empresa.

Destaco cinco competências socioemocionais para todos que buscam viabilizar a empregabilidade no mundo atual:

Resiliência

É a capacidade de se recuperar rapidamente de situações de estresse ou outras ocorrências que possam interferir no equilíbrio emocional. No ambiente organizacional, com líderes e colaboradores cada vez mais cobrados, a capacidade de trabalhar com empatia e sociabilidade em ambientes negativos vem sendo cada vez mais valorizada.

Inconformismo construtivo

Trata-se de Identificar oportunidades e atuar proativamente na resolução de problemas. O dinamismo do mundo coorporativo exige mudanças sociais e principalmente tecnológicas. Cabe ao profissional gerenciar suas habilidades e emoções para se adaptar aos novos contextos.

Saber se relacionar

É fundamental saber trabalhar em conjunto, lidar bem com as regras, conseguir se comunicar e saber lidar com possíveis conflitos.

Aprendizado contínuo

Nada substitui a leitura e a busca pelo conhecimento. Esse hábito ajuda a ampliar o vocabulário, aumenta a capacidade de argumentação e cria novas conexões cerebrais de forma mais intensa. Além disso, esteja sempre aberto a novos aprendizados.

Cooperação

Embora nosso ambiente social seja competitivo, é fundamental conhecer o valor da cooperação entre os colegas de trabalho. Quando as pessoas cooperam, o ambiente se torna mais amistoso, produtivo e proporciona maior qualidade de vida. Somam com o trabalho em equipe.

As competências socioemocionais são cada vez mais valorizadas no mercado de trabalho, exatamente por não serem algo que se aprende simplesmente em sala de aula. Ao dominar tais competências, o profissional amplia suas chances de se dar bem no mercado de trabalho, pois lidará melhor com situações difíceis e conseguirá avaliar seu interesse e satisfação no desenvolvimento da atividade.

É importante estar atento ao autoconhecimento para mapear os pontos fortes e os pontos necessários para completar o perfil profissional. Vivências extracurriculares permitem desenvolver essas habilidades comportamentais, entre elas, aulas de teatro, trabalhos voluntários, congressos em suas áreas de atuação, experiências culturais e cultura digital.

É preciso ter propósito, com foco e persistência, para construir a trajetória profissional desejada.

*Angela Lima Bittencourt é docente do curso de Psicologia da Unic Rondonópolis, com mais de 12 anos de experiência na área de Gestão de Pessoas.

 

Fonte: MinutoMT – Por Angela Lima Bittencourt* 

COMENTE ABAIXO:
Propaganda
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Login

Deixe uma resposta

Geral

Medeiros e Claudinei vão destinar emendas para a construção de nova Delegacia de Polícia em Brasnorte

Publicados

em

O deputado estadual Delegado Claudinei (UB) cumpriu agenda, em Brasnorte, no dia 11 de fevereiro, para verificar as principais demandas da cidade, juntamente com o deputado federal José Medeiros (Podemos). Eles foram recepcionados na sede da Prefeitura Municipal pelo prefeito Edelo Ferrari (DEM) e a vice-prefeita Roseli Borges de Araújo (PP) e na Câmara Municipal pelo vice-presidente, o vereador Cláudio Campos e demais parlamentares.

No início do encontro, o prefeito deu um panorama dos projetos previstos no município para atender a área de infraestrutura com os convênios a serem firmados junto ao governo estadual. Ele citou a instalação de aeroporto, revitalização e arborização de áreas urbanas, aquisição de maquinários, recuperação asfáltica com recursos próprios, implantação de usina solar, melhorias no hospital municipal, entre outros investimentos.

Delegacia

A principal demanda apresentada foi a precariedade da Delegacia da Polícia Judiciária Civil de Mato Grosso (PJC) do município, em que a Prefeitura Municipal, Câmara de Vereadores e a sociedade civil organizada uniram forças para poder construir uma nova sede para proporcionar um melhor ambiente de trabalho aos servidores e atendimento para a população.

“Parabenizo essa parceria da Prefeitura e Câmara de Vereadores e que não esperaram a iniciativa do Estado e tiveram a proatividade para buscar meios para a construção de uma nova Delegacia de Polícia junto com a sociedade civil organizada. A gente fica muito feliz em saber, ver que se preocupam com a sociedade e o benefício é para os moradores da cidade. E faço questão de somar e vou destinar R$ 300 mil das minhas emendas”, explanou Claudinei.

A gestão municipal concedeu o terreno para a nova delegacia, como, também, R$ 200 mil para a construção da obra. Os vereadores contribuíram com R$ 200 mil e Medeiros se comprometeu a contribuir com R$ 200 mil e o promotor de Justiça de Brasnorte, Alvaro Schiefler Fontes, ficou responsável em articular junto ao Ministério Público para buscar via Termo de Ajustamento de Conduta (TAC), o restante do recurso que equivale o total de R$ 1,1 milhão.

Realidade

Desde que chegou em Brasnorte, o promotor conta que a cidade possuía juiz e promotor, mas não tinha delegado e nem defensor público. “O que acontece, graça à Deus, é a integração com o prefeito e vereadores e outras autoridades. Até abril no máximo, uma parte do problema estará resolvido com a chegada de um delegado. Desde que cheguei aqui, estamos lutando para trazer uma nova delegacia para cá. A gente quer prestar um serviço público de qualidade”, explica Schiefler.

Para o escrivão da PJC Antônio Carlos, a luta pela delegacia já dura dois anos. “Estamos atrás já há um bom tempo. Fizemos o projeto seguindo os padrões da PJC. Agora, está se tornando realidade. Agora, faço 20 anos na instituição, em março, e essa conquista é para a população. A prefeitura ajuda muito. O efetivo é muito pouco aqui”, comentou o policial.

Os vereadores Professor Genival, Dioclécio Alves de Lima – conhecido por “Manico” (PTB), Dr. Norberto Junior (DEM) e Roberto Marcelo (PSB), o presidente do Sindicato Rural de Brasnorte, Cleber José dos Santos Silva, e o presidente do Conseg de Brasnorte, Nelsi Deiss Barkert, acompanharam o encontro com os deputados.

Reivindicação – O deputado estadual Delegado Claudinei apresentou indicação de n.° n.º 2579/2021 para a Secretaria de Segurança de Mato Grosso para designar um Delegado Titular para atender a Delegacia de Polícia Judiciária Civil do município de Brasnorte.

Atualmente, estão em fase de formação na Academia de Polícia (Acadepol), em Cuiabá, 45 delegados que vão atender os municípios do interior de Mato Grosso, sendo que um deles vai atender Brasnorte, a partir do dia 23 de março deste ano.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍCIA

BRASIL E MUNDO

AGRO E ECONOMIA

FAMOSOS

MAIS LIDAS DA SEMANA