CUIABÁ

DEU RUIM

Bandido "homem-aranha" é pego por moradores e leva uma surra em MT

Durante a tentativa de fuga, o bandido ficou aparentemente ferido. Ele é morador de rua e não foi identificado.

Publicados

POLÍCIA

Caso aconteceu no último fim de semana, mas ficou conhecido na imprensa só nesta quarta (1). FOTO - Myke Sena/Metrópoles

Moradores de um edifício de Cuiabá, no bairro Bosque da Saúde, flagraram um ladrão escalando prédios e subindo em telhados de residências vizinhas, durante o último final de semana, preparando-se para roubar.

O bandido, que tentava cometer crimes na modalidade “Homem-Aranha”, buscando acesso pela sacada de apartamentos de andares altos, acabou levando uma surra dos moradores.

De acordo com informações divulgadas pelo programa Cadeia Neles, da TV Vila Real, nesta quarta-feira (1), moradores flagraram o bandido pulando nos telhados de casas vizinhas, começaram a gravar e a gritar para alertar outras pessoas da vizinhança.

Os moradores se uniram e conseguiram deter o criminoso, que foi imobilizado até a chegada da Polícia Militar. Durante a tentativa de fuga, o bandido ficou aparentemente ferido. Ele é morador de rua e não foi identificado.

O ladrão foi encaminhado pela PM até a Central de Flagrantes de Cuiabá. Nos últimos meses, roubos e furtos na modalidade “Homem-Aranha” vêm crescendo na capital.

Bandidos arriscam a vida para escalar prédios de até cinco andares em condomínios fechados, furtam objetos e bens pessoais dos moradores e depois fogem pulando muros.

Leia Também:  Entregador tem moto atropelada e é espancado por demora em MT

A modalidade é conhecida pela agilidade e rapidez dos bandidos, que conseguem “entrar e sair” rapidamente.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

POLÍCIA

Namorada de agente morto por Pacolla desmente versão de vereador

A mulher nega que uma mulher estaria sendo ameaçada pelo agente e diz que a arma do namorado estava na cintura

Publicados

em

Segunda a namorada, ela fez um vídeo do namorado morto com a arma na cintura

Ao contrário do que foi relatado pelo vereador e tenente coronel da Polícia Militar de Mato Grosso, Marcos Paccola (REPUBLICANOS) e pelo boletim de ocorrência do caso, a namorada de Alexandre Miyagawa, 41, agente penal do Complexo Pomeri, mais conhecido como ‘Japão’, negou, neste sábado (2), que ele a tivesse ameaçado.

Segundo ela, o agente não estava com a arma na mão e sim na cintura, diferente da versão do vereador. Ele foi morto por um tiro de Paccola, que alegou legítima defesa, na Avenida Arthur Bernardes, atrás do restaurante Choppão. “Estão falando que o Paccola atirou no Alexandre porque estava defendendo uma mulher que estava sendo ameaçada. Que mulher é essa? a mulher sou eu?”, questionou Janaina Sá, em suas redes sociais.

Segundo a mulher, ela entrou na contramão porque parou para ir ao banheiro. “Eu desci para fazer xixi, desci na rua contramão um pedaço, e um cara começou a me xingar: “Louca, parou na contramão”, eu peguei e falei, “e daí, entrei na contramão”.

Leia Também:  Homem é esfaqueado, atropela mulher e acaba preso em Rondonópolis

“Eu fui fazer xixi na distribuidora e saí andando rápido. E o Alexandre tem mania de andar com a mão na camisa. mania de policial, não sei, tipo fazendo guarda. E ele estava atrás e falou “amor, espera”. E de repente eu só vi ele caindo no chão. O tiro podia pegar em mim, porque eu senti”, falou a namorada, com a voz embargada.

“Porque esse cara atirou? Porque ele estava armado, porque ele atirou? Porque eu entrei na contramão, porque ele saiu com a mão na cintura? Ele não estava com a arma [na mão], era o celular. Eu fiz um vídeo, a arma estava nele. Tiraram até a arma dele. Ele estava com o celular, porque estava o corpo, o celular e a carteira caída no chão. Não é nada disso que estão falando, não teve agressão”, completou.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍCIA

BRASIL E MUNDO

AGRO E ECONOMIA

FAMOSOS

MAIS LIDAS DA SEMANA