CUIABÁ

CRUELDADE

Filho é preso por morte de mãe de 92 anos, vítima de maus tratos em MT

A idosa apresentava queimaduras graves da cintura até a metade das coxas. Toda a região íntima da mulher estava “em carne viva”

Publicados

POLÍCIA

Apesar da gravidade dos ferimentos e da sua aparência de estágio avançado não há registro de atendimento médico

Um homem de 57 anos foi preso nesta terça-feira (31), acusado de maltratar a própria mãe, uma idosa de 92 anos, até levá-la à morte. O caso foi registrado em Aripuanã (990 Km de Cuiabá).

Segundo a Polícia Civil, no dia 25 de maio a delegacia de Aripuanã foi informada da morte da idosa no hospital municipal da cidade. A mulher morreu no dia 21 de maio, de forma suspeita.

De acordo com a ocorrência, ela chegou ao hospital em situação crítica e precisou ficar internada por alguns dias. A idosa apresentava queimaduras graves da cintura até a metade das coxas.

Toda a região íntima da mulher estava “em carne viva”, segundo a denúncia. O que chamou a atenção dos investigadores é que os ferimentos estavam em estado avançado, mas não havia histórico de atendimento médico até aquele momento.

A partir daí, foi instaurado inquérito para investigar a situação desumana em que a idosa estava. Segundo a Polícia Civil, a mulher precisava de auxílio para se locomover, tinha Alzheimer e precisava de cuidados especiais.

Leia Também:  Ajudar em investigação policial pode render até R$ 50 mil em MT

Conforme revelou o inquérito policial, a idosa permanecia trancada no apartamento entre 7h e 18h, quando o filho estava no trabalho. Além disso, o suspeito deixava os alimentos e a água para a mãe no chão, fazendo com que ela precisasse rastejar para se alimentar.

Ela passava o dia sobre a cama e ali fazia suas necessidades fisiológicas. Conforme o atestado de óbito, ela morreu em decorrência de infecção causada pelas queimaduras

O mandado de prisão foi solicitado pelo delegado Flávio Leonardo Santana e decretado pela justiça.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

POLÍCIA

Pai morre, mãe e bebê são internadas após colisão com carreta na 163

A perícia preliminar identificou que o veículo na família colidiu com o caminhão quando este trafegava na pista contrária

Publicados

em

Homem de 29 anos chegou ser socorrido com vida, mas morreu no hospital.

Um homem identificado como Wallyson Vinicius Bellon, de 29 anos, morreu ontem (5), após uma colisão entre sua camionete Mitsubishi com uma carreta na BR-163, em Lucas do Rio Verde (a 353 km de Cuiabá).

Além da vítima, sua esposa Nathalia França e a filha do casal, uma bebê, também estavam no carro. As duas foram socorridas e seguem internadas em uma unidade de saúde do Município.

Segundo a Rota do Oeste, que atendeu a ocorrência, a família ocupava um utilitário Mitsubishi branco que bateu no caminhão na altura do Km 666.

As causas do acidente ainda são apuradas pela Polícia Rodoviária Federal (PRF). No entanto, a perícia preliminar identificou que o veículo na família colidiu com o caminhão quando este trafegava na pista contrária e se preparava para entrar em uma fazenda.

A violência da batida destruiu a parte frontal do Mitsubishi, mas a família foi socorrida com vida. As vítimas foram encaminhadas ao Hospital São Lucas e a uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Município.

Leia Também:  Vídeo mostra exato momento em que Paccola mata agente

Apesar de ter sido socorrido, Wallyson não resistiu aos ferimentos e morreu na unidade de saúde. O caso segue sendo investigado pela Polícia Civil.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍCIA

BRASIL E MUNDO

AGRO E ECONOMIA

FAMOSOS

MAIS LIDAS DA SEMANA