CUIABÁ

MEMBROS DO CV

Jovem morta por vídeo de tik tok em MT foi entregue por "ficante"

Quatro brandidos envolvidos no homicídio já foram presos, inclusive o mandante. Outros quatro estão sendo procurados

Publicados

POLÍCIA

Menina fez um gesto, durante vídeo, que fazia referência a facção rival e acabou executada

Elen Nascimento Silva, de 21 anos, foi atraída por um ‘ficante’ com quem se relacionava, até a casa onde estavam os membros do Comando Vermelho que acabaram matando a jovem a tiros, no dia 19 de abril. Ela foi encontrada morta três dias depois, em 22 de abril.

Conforme as investigações da Polícia Civil, a jovem teve a morte decretada pelo CV depois de postar um vídeo no TikTok fazendo o sinal do Primeiro Comando da Capital (PCC), uma facção rival. Ela foi avisada pelos criminosos, apagou a postagem, mas acabou publicando o vídeo novamente.

O delegado de Brasnorte, Eric Márcio Fantin, explicou que Elen foi atraída por um ‘ficante’ até a residência onde os membros da facção estavam esperando. Ela saiu de casa na noite de terça-feira (19) e disse que iria para a casa de “um amigo”. Depois, não retomou mais contato com a família.

 

Após isso, a jovem foi levada em um veículo até o local onde foi morta, na Estrada do Perobal, zona rural da cidade. No local, foi alvejada por quatro disparos de arma de fogo.

Leia Também:  Hilux bate de frente com caminhão e quatro morrem em MT

Quatro bandidos foram presos, inclusive o mandante. “Eles foram detidos em flagrante, mas por motivos diferentes do homicídio. Três por tráfico de drogas e um deles por integrar a organização criminosa”, afirmou o delegado.

Pelo menos mais outros 4 bandidos que participaram do homicídio já foram identificados e estão sendo procurados. O caso segue sendo investigado.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

POLÍCIA

Pai morre, mãe e bebê são internadas após colisão com carreta na 163

A perícia preliminar identificou que o veículo na família colidiu com o caminhão quando este trafegava na pista contrária

Publicados

em

Homem de 29 anos chegou ser socorrido com vida, mas morreu no hospital.

Um homem identificado como Wallyson Vinicius Bellon, de 29 anos, morreu ontem (5), após uma colisão entre sua camionete Mitsubishi com uma carreta na BR-163, em Lucas do Rio Verde (a 353 km de Cuiabá).

Além da vítima, sua esposa Nathalia França e a filha do casal, uma bebê, também estavam no carro. As duas foram socorridas e seguem internadas em uma unidade de saúde do Município.

Segundo a Rota do Oeste, que atendeu a ocorrência, a família ocupava um utilitário Mitsubishi branco que bateu no caminhão na altura do Km 666.

As causas do acidente ainda são apuradas pela Polícia Rodoviária Federal (PRF). No entanto, a perícia preliminar identificou que o veículo na família colidiu com o caminhão quando este trafegava na pista contrária e se preparava para entrar em uma fazenda.

A violência da batida destruiu a parte frontal do Mitsubishi, mas a família foi socorrida com vida. As vítimas foram encaminhadas ao Hospital São Lucas e a uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Município.

Leia Também:  Juca do Guaraná diz que caso Paccola não mancha imagem da Câmara

Apesar de ter sido socorrido, Wallyson não resistiu aos ferimentos e morreu na unidade de saúde. O caso segue sendo investigado pela Polícia Civil.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍCIA

BRASIL E MUNDO

AGRO E ECONOMIA

FAMOSOS

MAIS LIDAS DA SEMANA