CUIABÁ

MISTÉRIO

Jovem vem da França pra visitar pai em MT e desaparece em aeroporto

O caso é investigado pelo setor de Homicídios e Proteção à Pessoa (SHPP), em conjunto com a Delegacia de Atendimento ao Turista (DEATUR).

Publicados

POLÍCIA

João Vitor dos Santos Moraes, de 19 anos, mora com a mãe e os irmãos na Europa e teria vindo passar um tempo com o pai, cabeleireiro em MT.

O jovem, João Vitor dos Santos Moraes, de 19 anos, desapareceu há dez dias, durante uma viagem que fazia da França para Mato Grosso, no intuito de visitar o pai.

A família procura pelo garoto, que saiu em um voo de Paris, com destino a Cuiabá, mas desapareceu no Aeroporto Internacional de Guarulhos, em São Paulo, quando fazia uma conexão, no dia 13 deste mês.

A Secretaria de Segurança Pública de São Paulo informou, por meio de nota, que o caso está sendo investigado e que o pai e a tia de João Vitor já foram ouvidos.

A Polícia Civil informou que analisa as imagens das câmeras de segurança e que também já solicitou informações da operadora de telefone.

O caso é investigado pelo setor de Homicídios e Proteção à Pessoa (SHPP) da seccional de Guarulhos, em conjunto com a Delegacia de Atendimento ao Turista (DEATUR).

O pai de João Vitor, o cabelereiro Jari Aparecido da Silva Morais, contou que o jovem saiu de Paris, na França no dia 12 de maio e chegou às 5h05 do dia 13 em Guarulhos.

Leia Também:  Hilux bate de frente com caminhão e quatro morrem em MT

Ele faria uma conexão com destino a Cuiabá, pegando outro voo às 16h, mas não embarcou.

Jari contou que João Vitor e outros dois filhos dele são cuiabanos e foram morar na França quando tinham 11 anos após a separação dele com a ex-mulher.

Após ela se estabilizar no país, as crianças se mudaram para Paris e moram no local atualmente. De acordo com o cabelereiro, ele e a ex-mulher possuem uma boa relação e João Vitor pediu para visitar o pai e passar um tempo em Cuiabá.

Ele embarcou na França no dia 12 deste mês e chegaria na capital no outro dia. Como o intervalo entre um voo e outro era grande, Jari pediu que uma amiga de infância dele, que mora em Campinas, fosse se encontrar com o jovem no aeroporto para ajudá-lo.

“Tenho uma amiga de infância que mora em Campinas e pedi para ela se encontrar com João Vitor para ajudar ele a entrar no avião. Só que quando ela chegou no aeroporto, ele já tinha desaparecido”, contou.

Leia Também:  "Pai" é suspeito de auxiliar no aborto do filho em MT e jogar feto em lixeira

Jari contou que a amiga de infância ligou para ele dizendo que não tinha encontrado João Vitor. No mesmo dia do sumiço, Jari foi para Guarulhos tentar encontrá-lo.

Câmeras de segurança do aeroporto mostraram João Vitor pegando a mala e saindo do aeroporto — Foto: Reprodução

Câmeras de segurança do aeroporto mostraram João Vitor pegando a mala e saindo do aeroporto — Foto: Reprodução

Após o sumiço, o pai de João Vitor registrou um boletim de ocorrência informando o desaparecimento do jovem, mas ainda não o encontraram.

“Eu penso que ele achou que estava em Cuiabá porque ele nunca fez uma viagem dessa sozinho. Quando eles foram para França, uma acompanhante de bordo o ajudou e agora acho que ele se perdeu”, disse.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

POLÍCIA

Pai morre, mãe e bebê são internadas após colisão com carreta na 163

A perícia preliminar identificou que o veículo na família colidiu com o caminhão quando este trafegava na pista contrária

Publicados

em

Homem de 29 anos chegou ser socorrido com vida, mas morreu no hospital.

Um homem identificado como Wallyson Vinicius Bellon, de 29 anos, morreu ontem (5), após uma colisão entre sua camionete Mitsubishi com uma carreta na BR-163, em Lucas do Rio Verde (a 353 km de Cuiabá).

Além da vítima, sua esposa Nathalia França e a filha do casal, uma bebê, também estavam no carro. As duas foram socorridas e seguem internadas em uma unidade de saúde do Município.

Segundo a Rota do Oeste, que atendeu a ocorrência, a família ocupava um utilitário Mitsubishi branco que bateu no caminhão na altura do Km 666.

As causas do acidente ainda são apuradas pela Polícia Rodoviária Federal (PRF). No entanto, a perícia preliminar identificou que o veículo na família colidiu com o caminhão quando este trafegava na pista contrária e se preparava para entrar em uma fazenda.

A violência da batida destruiu a parte frontal do Mitsubishi, mas a família foi socorrida com vida. As vítimas foram encaminhadas ao Hospital São Lucas e a uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Município.

Leia Também:  Vídeo mostra exato momento em que Paccola mata agente

Apesar de ter sido socorrido, Wallyson não resistiu aos ferimentos e morreu na unidade de saúde. O caso segue sendo investigado pela Polícia Civil.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍCIA

BRASIL E MUNDO

AGRO E ECONOMIA

FAMOSOS

MAIS LIDAS DA SEMANA