CUIABÁ

OITO ANOS DEPOIS

Líder criminoso que matou sobrinha de 9 anos em MT é preso no sul

Durante a prisão, suspeito não apresentou qualquer reação e confirmou aos policiais que realmente é foragido da Justiça de MT

Publicados

POLÍCIA

Diogo Oliveira Dias Luz, de 28 ano, atirou quatro vezes nas costas da menina Kaliny Inclid Souza dos Santos, em Rondonópolis, no ano de 2014.

Diogo Oliveira Dias Luz, de 28 anos, apontado como líder de uma organização criminosa e acusado de matar a própria sobrinha de 9 anos com quatro tiros nas costas, em 2014, no município de Rondonópolis (a 216 km de Cuiabá), foi localizado e preso na madrugada desta terça-feira (12) em Joinville, no estado de Santa Catarina, pela Força-Tarefa de Segurança Pública composta por diversos órgãos.

Durante as investigações, identificou-se que o suspeito estava escondido na cidade do Rio de Janeiro e que nesta terça-feira (12) iria realizar um deslocamento para a região sul do país de carro. Com essas informações, a equipe de investigação da FTSP realizou diversos levantamentos até identificar a placa e o veículo utilizado pelo faccionado, como sendo uma Hillux, marca Toyota e que estaria passando naquele momento pelo estado de Santa Catarina.

Os agentes acionaram uma equipe da Polícia Rodoviária Federal (PRF) de Santa Catarina para realizar a abordagem na cidade de Joinville/SC. Durante a prisão, suspeito não apresentou qualquer reação e confirmou aos policiais que realmente é foragido da justiça mato-grossense.

Leia Também:  Empresário aproveita enteada bêbada e a estupra em Cuiabá

De acordo com o apurado até o momento, o investigado é o líder de facção criminosa que atua fortemente na região sul do estado, em especial na cidade Barra do Garças  (519 km de Cuiabá) e ficou conhecido após matar uma sobrinha de 9 anos de idade com quatro tiros nas costas, em 2014 na cidade de Rondonópolis (218 km de Cuiabá).

O investigado também possuía contra si mandado de prisão preventiva em aberto, expedidos pela 7º Vara Criminal da comarca de Cuiabá, pela prática de tráfico de drogas e integrar organização criminosa.

A FTSP/MT consiste em uma força-tarefa composta pela Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal, Polícia Judiciária Civil e Polícia Militar e tem por objetivo realizar uma atuação conjunta e integrada no combate ao crime organizado que atua no Estado do Mato Grosso.

Entenda o caso

O criminoso Diogo Oliveira Dias Luiz, com 19 anos em 2014, matou com cinco tiros a sobrinha Kaliny Inclid Souza dos Santos, 9, em Rondonópolis (216 km de Cuiabá). O rapaz foi localizado pela Polícia Militar em Guiratinga (328 km de Cuiabá) após denúncias anônimas apontarem seu paradeiro provisório, uma vez que ele pretendia fugir para outra localidade.

Leia Também:  Motorista bêbado mata menina de 25 anos em Mato Grosso

Diogo foi condenado, em 2016, a 17 anos e dois meses de prisão por homicídio duplamente qualificado, quando há intenção de matar. Durante o julgamento, ele confessou ter agido por vingança. Mesmo condenado, o mandado de prisão estava em aberto. Diogo, segundo a polícia, também é um dos líderes de uma facção criminosa no estado um dos mais procurados em Mato Grosso.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

POLÍCIA

Pai morre, mãe e bebê são internadas após colisão com carreta na 163

A perícia preliminar identificou que o veículo na família colidiu com o caminhão quando este trafegava na pista contrária

Publicados

em

Homem de 29 anos chegou ser socorrido com vida, mas morreu no hospital.

Um homem identificado como Wallyson Vinicius Bellon, de 29 anos, morreu ontem (5), após uma colisão entre sua camionete Mitsubishi com uma carreta na BR-163, em Lucas do Rio Verde (a 353 km de Cuiabá).

Além da vítima, sua esposa Nathalia França e a filha do casal, uma bebê, também estavam no carro. As duas foram socorridas e seguem internadas em uma unidade de saúde do Município.

Segundo a Rota do Oeste, que atendeu a ocorrência, a família ocupava um utilitário Mitsubishi branco que bateu no caminhão na altura do Km 666.

As causas do acidente ainda são apuradas pela Polícia Rodoviária Federal (PRF). No entanto, a perícia preliminar identificou que o veículo na família colidiu com o caminhão quando este trafegava na pista contrária e se preparava para entrar em uma fazenda.

A violência da batida destruiu a parte frontal do Mitsubishi, mas a família foi socorrida com vida. As vítimas foram encaminhadas ao Hospital São Lucas e a uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Município.

Leia Também:  Motoqueiros batem de frente e os dois morrem em Cuiabá

Apesar de ter sido socorrido, Wallyson não resistiu aos ferimentos e morreu na unidade de saúde. O caso segue sendo investigado pela Polícia Civil.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍCIA

BRASIL E MUNDO

AGRO E ECONOMIA

FAMOSOS

MAIS LIDAS DA SEMANA