CUIABÁ

POLÍCIA INVESTIGA

Marido diz que tiro que matou mulher em MT foi acidental

O homem disse que estava manuseando a arma quando, acidentalmente, um disparo atingiu sua mão e o mesmo projétil atingiu o rosto da esposa.

Publicados

POLÍCIA

Filho do casal, de oito anos, assistiu toda cena. FOTO - Varlei Córdova / Agora MT

Um homem de 40 anos foi preso na noite de sábado (23), acusado de matar a própria esposa, Silvana dos Santos Silva, de 38 anos, em Rondonópolis. Ele afirmou que o disparo que atingiu o rosto da companheira foi acidental.

A morte aconteceu na residência onde o casal morava com o filho de 8 anos, localizada no bairro Mathias Neves 2, em Rondonópolis (212 km de Cuiabá).

Segundo informações do boletim de ocorrência, a vítima foi achada caída nos fundos da propriedade ensanguentada. Uma equipe do Samu (Serviço de Atendimento Médico Móvel de Urgência) foi acionada e encaminhou a vítima com vida ao Hospital Regional.

A mulher foi atingida pelo disparo na região do maxilar. Devido a gravidade do ferimento, ela acabou não resistindo e vindo a óbito. O suspeito do crime não estava na casa quando a PM chegou, entretanto, ele retornou ao imóvel pouco tempo depois, ocasião em que foi abordado.

Para os militares, ele disse que estava manuseando a arma quando ela, acidentalmente, disparou em sua mão e o mesmo projétil atingiu o rosto de sua esposa. Ferido, ele foi encaminhado ao hospital onde recebeu atendimento médico e depois foi levado para a 1° Delegacia da Polícia Civil.

Leia Também:  Pastor acusado de estuprar fieis e passar "óleo ungido" depõe em MT

Consta ainda no documento, que o filho do casal, de apenas 8 anos, presenciou a morte da mãe. Além disso, testemunhas teriam afirmado que ouviram uma discussão do casal pouco antes do tiro.

O caso foi registrado como feminicídio e está sendo investigado.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

POLÍCIA

Tio põe fogo em casa de sobrinho por conta de dívida em Cuiabá

A esposa do devedor diz que mesmo sabendo que ela estava dentro da casa, com a filha de 7 anos, o tio ateou o fogo e fez ameaça.

Publicados

em

A Polícia tentou localizar o suspeito, mas até o momento não o encontrou

A Polícia está procurando um homem acusado de atear fogo na casa do sobrinho, onde estava a esposa dele, de 31 anos e a filha, de 7.

O crime aconteceu ontem (21), no Residencial Sampaio, em Cuiabá, motivado por uma dívida que o sobrinho tem com o tio.

De acordo com as informações, Polícia Militar foi acionada por volta das 10h40 para atender um crime de incêndio e tentativa de homicídio. Quando chegou no local encontrou a casa pegando fogo.

Mesmo com o Corpo de Bombeiros no caminho, os policiais ajudaram a apagar as chamas, que foi controlada. Os bombeiros fizeram o rescaldo do local. A vítima, de 31 anos, contou que estava em casa quando o fogo começou.

Segundo ela, o autor do crime é tio do seu marido. Ele foi motivado por uma dívida que o marido tem com ele. Mesmo sabendo que ela estava dentro da casa com a filha de 7 anos, ele ateou o fogo.

Polícia saiu em rondas, mas não encontrou o suspeito. Foi informado ainda que o suspeito ameaçou, na próxima vez, atear fogo no veículo do sobrinho.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Pastor acusado de estuprar fieis e passar "óleo ungido" depõe em MT
Continue lendo

POLÍCIA

BRASIL E MUNDO

AGRO E ECONOMIA

FAMOSOS

MAIS LIDAS DA SEMANA