CUIABÁ

MEMBRO DO CV

Menor aprisiona namorada, aponta arma para policiais e é morto em MT

A vítima relatou na delegacia que, só conseguiu sair do local, após dizer ao rapaz que tinha uma audiência judicial, condicionada a voltar

Publicados

POLÍCIA

Garoto de 16 anos chegou ser socorrido, mas não resistiu

Um menor, de 16 anos, identificado como M.P., foi morto na segunda-feira (13), depois de tentar pegar uma arma para atirar em policiais civis, no bairro Doutor Fábio II, em Cuiabá.

De acordo com a polícia, ele era membro do Comando Vermelho e estava mantendo a namorada em cárcere privado.

De acordo com a Polícia Civil, horas antes do confronto, o criminoso foi denunciado pela namorada, que conseguiu sair de casa e solicitou medida protetiva contra ele na Delegacia da Mulher.

A vítima relatou na delegacia que, só conseguiu sair do local, após dizer ao rapaz que tinha uma audiência judicial, mas com compromisso de retornar em horário pré-estabelecido.

Caso não voltasse, ele ameaçou matar todos da família dela. Conforme a denúncia, a jovem também afirmou que o menor era membro do Comando Vermelho e considerado de alta periculosidade.

Diante das informações, policiais da Gerência de Operações Especiais (GOE) foram acionados para dar apoio para que a vítima realizasse a retirada de seus pertences da residência.

Leia Também:  Namorada de agente morto por Pacolla desmente versão de vereador

Ao entrar na casa, a equipe diz ter anunciado que era a polícia, momento em que M. teria se levantado com uma pistola em mãos. Foi dada ordem para que soltasse a arma, mas ele não obedeceu.

Em seguida, apontou a arma para os policiais, que reagiram e atiraram. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionado, mas, devido à demora, a própria equipe da polícia levou o menor até o Hospital Municipal de Cuiabá (HMC), mas ele não resistiu.

Na casa, foi encontrada uma arma de fogo, uma arma de brinquedo e um tablete de maconha.
O caso vai ser investigado pela Delegacia de Homicídio e Proteção a Pessoa (DHPP) de Cuiabá.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

POLÍCIA

Pai morre, mãe e bebê são internadas após colisão com carreta na 163

A perícia preliminar identificou que o veículo na família colidiu com o caminhão quando este trafegava na pista contrária

Publicados

em

Homem de 29 anos chegou ser socorrido com vida, mas morreu no hospital.

Um homem identificado como Wallyson Vinicius Bellon, de 29 anos, morreu ontem (5), após uma colisão entre sua camionete Mitsubishi com uma carreta na BR-163, em Lucas do Rio Verde (a 353 km de Cuiabá).

Além da vítima, sua esposa Nathalia França e a filha do casal, uma bebê, também estavam no carro. As duas foram socorridas e seguem internadas em uma unidade de saúde do Município.

Segundo a Rota do Oeste, que atendeu a ocorrência, a família ocupava um utilitário Mitsubishi branco que bateu no caminhão na altura do Km 666.

As causas do acidente ainda são apuradas pela Polícia Rodoviária Federal (PRF). No entanto, a perícia preliminar identificou que o veículo na família colidiu com o caminhão quando este trafegava na pista contrária e se preparava para entrar em uma fazenda.

A violência da batida destruiu a parte frontal do Mitsubishi, mas a família foi socorrida com vida. As vítimas foram encaminhadas ao Hospital São Lucas e a uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Município.

Leia Também:  Hilux bate de frente com caminhão e quatro morrem em MT

Apesar de ter sido socorrido, Wallyson não resistiu aos ferimentos e morreu na unidade de saúde. O caso segue sendo investigado pela Polícia Civil.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍCIA

BRASIL E MUNDO

AGRO E ECONOMIA

FAMOSOS

MAIS LIDAS DA SEMANA