CUIABÁ

EM DEPOIMENTO À POLÍCIA

Padrasto confessa que ele e mulher grávida torturavam enteado em MT

O bebê agredido foi entregue ao avô materno, que já cuida de outro filho da agressora, de 6 anos de idade.

Publicados

POLÍCIA

O casal está preso e a disposição da Justiça, que agora acompanha o caso.

O homem preso junto com a esposa grávida na manhã de ontem (22), após serem acusados de torturar um bebê de um ano e 11 meses, confessou que agredia o enteado com a ajuda da mãe dele, na casa onde moravam, no bairro Dona Júlia, em Tangará da Serra (239 km de Cuiabá).

A denúncia foi realizada pelos vizinhos que, segundo a Polícia Civil, afirmaram que ouviam a vítima chorar constantemente. Diante da suspeita de violência, eles resolveram comunicar o Conselho Tutelar.

Uma equipe foi até a residência do casal, onde a criança foi achada com diversos hematomas no corpo e no rosto. A mãe, que está grávida de 2 meses, afirmou que a criança tinha caído da cama.

No entanto, os conselheiros não acreditaram e oficializaram a denúncia contra o casal na Delegacia Especializada de Defesa da Mulher da cidade.

Na delegacia, a mãe da vítima mudou a versão e disse que o companheiro é quem havia agredido a criança. Ele confessou que agredia o enteado, mas com a ajuda da companheira.

O casal teve o mandado de prisão preventiva expedido pela 1ª Vara Criminal da Tangará. Após esclarecimento na delegacia, eles foram encaminhados para cadeia, onde ficaram à disposição da Justiça.

Leia Também:  Homem é encontrado morto ao lado de moto na Avenida da FEB

O bebê agredido foi entregue pelo Conselho Tutelar ao avô materno, responsável pela guarda da criança, que já cuida de outro filho da agressora, de 6 anos de idade.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

POLÍCIA

Pai morre, mãe e bebê são internadas após colisão com carreta na 163

A perícia preliminar identificou que o veículo na família colidiu com o caminhão quando este trafegava na pista contrária

Publicados

em

Homem de 29 anos chegou ser socorrido com vida, mas morreu no hospital.

Um homem identificado como Wallyson Vinicius Bellon, de 29 anos, morreu ontem (5), após uma colisão entre sua camionete Mitsubishi com uma carreta na BR-163, em Lucas do Rio Verde (a 353 km de Cuiabá).

Além da vítima, sua esposa Nathalia França e a filha do casal, uma bebê, também estavam no carro. As duas foram socorridas e seguem internadas em uma unidade de saúde do Município.

Segundo a Rota do Oeste, que atendeu a ocorrência, a família ocupava um utilitário Mitsubishi branco que bateu no caminhão na altura do Km 666.

As causas do acidente ainda são apuradas pela Polícia Rodoviária Federal (PRF). No entanto, a perícia preliminar identificou que o veículo na família colidiu com o caminhão quando este trafegava na pista contrária e se preparava para entrar em uma fazenda.

A violência da batida destruiu a parte frontal do Mitsubishi, mas a família foi socorrida com vida. As vítimas foram encaminhadas ao Hospital São Lucas e a uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Município.

Leia Também:  Vídeo flagra policial sendo espancado por grupo em Cuiabá

Apesar de ter sido socorrido, Wallyson não resistiu aos ferimentos e morreu na unidade de saúde. O caso segue sendo investigado pela Polícia Civil.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍCIA

BRASIL E MUNDO

AGRO E ECONOMIA

FAMOSOS

MAIS LIDAS DA SEMANA