CUIABÁ

POLÍCIA

PF apreende motos e mcLaren de R$ 4 milhões de suspeito de MT em SC

Publicados

POLÍCIA

A Polícia Federal cumpriu dois mandados de busca e apreensão na segunda fase da Operação Argentarius, deflagrada nesta sexta-feira (11). Os bens pertencem a moradores de Rondonópolis, mas foram apreendidos em Balneário Camboriú (SC).

A PF apreendeu veículos de luxo, entre eles uma McLaren 570S Spider, avaliada em aproximadamente R$ 4 milhões. A operação é cordenada pela PF de Rondonópolis com apoio de policiais federais de Itajaí (SC).

Além da McLaren, foram apreendidas ainda duas motos de alta potência. A Operação Argentarius tem o objetivo de desestruturar uma organização criminosa que atuava como um banco paralelo financiando atividades criminosas como tráfico de drogas, contrabando de agrotóxico, roubo e adulteração de carga de insumos agrícolas.

PF

Segunda fase da Operação Argentarius

As motos apreendias por agentes da Polícia Federal

Primeira fase

Em dezembro do ano passado, a primeira fase da operação cumpriu 29 mandados de busca e apreensão – 23 deles em Rondonópolis, 4 em Cuiabá, um em Paranavaí (PR) e um em Santana do Araguaia (PA).

Os alvos eram considerados “banqueiros” que financiavam crimes usando empresas de fachada.

Leia Também:  Vídeo mostra exato momento em que Paccola mata agente

Segundo as investigações, foram movimentados R$ 500 milhões no esquema. Somente os dois principais alvos movimentaram uma quantia superior a R$ 220 milhões. Os valores são incompatíveis com as receitas dos acusados.

Verificou-se também a existência de laranjas que emprestavam suas contas para ocultar a origem e destino dos valores. Da mesma forma, essas pessoas não possuem poder econômico para tais movimentações.

As empresas de fachadas são do ramo do agronegócio, transporte e do ramo imobiliário. Elas não possuíam nenhum funcionário registrado e indicavam endereços inexistentes.

Significado

O nome da operação faz referência aos Argentarius, que eram personagens do Império Romano responsáveis por bancos de depósito e operações de câmbio. Eram bancos particulares, com atuação, portanto, semelhante ao do principal alvo da Operação.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

POLÍCIA

Pai morre, mãe e bebê são internadas após colisão com carreta na 163

A perícia preliminar identificou que o veículo na família colidiu com o caminhão quando este trafegava na pista contrária

Publicados

em

Homem de 29 anos chegou ser socorrido com vida, mas morreu no hospital.

Um homem identificado como Wallyson Vinicius Bellon, de 29 anos, morreu ontem (5), após uma colisão entre sua camionete Mitsubishi com uma carreta na BR-163, em Lucas do Rio Verde (a 353 km de Cuiabá).

Além da vítima, sua esposa Nathalia França e a filha do casal, uma bebê, também estavam no carro. As duas foram socorridas e seguem internadas em uma unidade de saúde do Município.

Segundo a Rota do Oeste, que atendeu a ocorrência, a família ocupava um utilitário Mitsubishi branco que bateu no caminhão na altura do Km 666.

As causas do acidente ainda são apuradas pela Polícia Rodoviária Federal (PRF). No entanto, a perícia preliminar identificou que o veículo na família colidiu com o caminhão quando este trafegava na pista contrária e se preparava para entrar em uma fazenda.

A violência da batida destruiu a parte frontal do Mitsubishi, mas a família foi socorrida com vida. As vítimas foram encaminhadas ao Hospital São Lucas e a uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Município.

Leia Também:  Mulher com deficiência é estuprada e irmão espanca abusador em MT

Apesar de ter sido socorrido, Wallyson não resistiu aos ferimentos e morreu na unidade de saúde. O caso segue sendo investigado pela Polícia Civil.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍCIA

BRASIL E MUNDO

AGRO E ECONOMIA

FAMOSOS

MAIS LIDAS DA SEMANA