CUIABÁ

HOMOFOBIA

Preso em SP, assassino de homossexual em MT dá detalhes do crime

Juberlândio Diniz Alvarenga foi indiciado pelo homicídio triplamente qualificado de Roger André Soares da Silva.

Publicados

POLÍCIA

Criminoso desenhou três cruzes na parede com o sangue do rapaz como forma de “punição”

Juberlândio Diniz Alvarenga, de 36 anos, revelou em depoimento à Polícia Civil de São Paulo, onde foi preso, nesta semana, que após assassinar Roger André Soares da Silva, de 29 anos, com 30 golpes de faca, desenhou três cruzes na parede com o sangue do rapaz como forma de “punição” por ele ser homossexual.

Roger foi assassinado no dia 22 de abril, em uma residência do bairro Parque Cuiabá, na capital de Mato Grosso. O criminoso foi capturado no final do mês passado, em uma pousada na cidade de Urupês, em São Paulo.

Em entrevista ao site RepórterMT, o delegado da Polícia Civil de SP, Sérgio Augusto Ugatti Durão, explicou que fez o interrogatório do criminoso, que se encontra preso em uma unidade prisional daquele estado.

Questionado sobre o homicídio de Roger, ele confessou o crime e disse que matou a vítima após um desentendimento e pelo fato de ele ser homossexual.

“Ele disse que agiu em legítima defesa, após a vítima ter atacado ele com um canivete durante uma discussão que tiveram. O fator determinante na discussão entre eles foi o fato de a vítima ter se oferecido para praticar sexo oral nele”, explicou.

Leia Também:  Homem é encontrado morto ao lado de moto na Avenida da FEB

Juberlândio estava bebendo em um bar no bairro onde morava, quando conheceu a vítima. Narra o boletim de ocorrência registrado no dia do crime, que os dois teriam se desentendido no estabelecimento, mas depois o bandido convidou a vítima para ir até sua casa.

Durante a briga, já no imóvel, Roger foi morto com 30 golpes de faca. O assassino ainda utilizou o sangue da vítima para desenhar cruzes na parede. Para a polícia, esses desenhos fazem referência ao número de homicídios que Juberlândio já cometeu.

“Ele disse que fez aquilo pelo fato da vítima ser homossexual. Entendia, na cabeça dele, que se diz uma pessoa religiosa, que estava repreendendo, punindo a vítima e que não tem ligação com os crimes que ele já cometeu”, completou.

As investigações, conduzidas pelo delegado Olímpio da Cunha Fernandes, da Delegacia de Homicídios e Proteção a Pessoa (DHPP) de Cuiabá, já foram concluídas e o criminoso foi indicado pelo crime de homicídio triplamente qualificado.

Relembre o caso

Roger André foi brutalmente assassinado na sexta-feira (22) de abril. Segundo informações do boletim de ocorrência, a neta do proprietário do imóvel onde o suspeito morava, foi quem achou Roger morto na residência.

Leia Também:  Mulher com deficiência é estuprada e irmão espanca abusador em MT

Ela disse que foi até o local para saber se estava tudo bem com o bandido, tendo em vista que a ex-mulher dele, que mora na Paraíba, tinha ligado querendo saber notícias dele.

Ao encontrar o corpo, a jovem acionou a Polícia Militar que por sua vez, acionou a Perícia Oficial e Identificação Técnica e investigadores da Delegacia de Homicídios e Proteção a Pessoa (DHPP). Roger foi achado ensanguentado e com perfurações no pescoço, tórax e nas mãos.

Juberlândio é acusado de outros dois homicídios, cometidos na Paraíba onde morava.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

POLÍCIA

Pai morre, mãe e bebê são internadas após colisão com carreta na 163

A perícia preliminar identificou que o veículo na família colidiu com o caminhão quando este trafegava na pista contrária

Publicados

em

Homem de 29 anos chegou ser socorrido com vida, mas morreu no hospital.

Um homem identificado como Wallyson Vinicius Bellon, de 29 anos, morreu ontem (5), após uma colisão entre sua camionete Mitsubishi com uma carreta na BR-163, em Lucas do Rio Verde (a 353 km de Cuiabá).

Além da vítima, sua esposa Nathalia França e a filha do casal, uma bebê, também estavam no carro. As duas foram socorridas e seguem internadas em uma unidade de saúde do Município.

Segundo a Rota do Oeste, que atendeu a ocorrência, a família ocupava um utilitário Mitsubishi branco que bateu no caminhão na altura do Km 666.

As causas do acidente ainda são apuradas pela Polícia Rodoviária Federal (PRF). No entanto, a perícia preliminar identificou que o veículo na família colidiu com o caminhão quando este trafegava na pista contrária e se preparava para entrar em uma fazenda.

A violência da batida destruiu a parte frontal do Mitsubishi, mas a família foi socorrida com vida. As vítimas foram encaminhadas ao Hospital São Lucas e a uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Município.

Leia Também:  Empresário aproveita enteada bêbada e a estupra em Cuiabá

Apesar de ter sido socorrido, Wallyson não resistiu aos ferimentos e morreu na unidade de saúde. O caso segue sendo investigado pela Polícia Civil.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍCIA

BRASIL E MUNDO

AGRO E ECONOMIA

FAMOSOS

MAIS LIDAS DA SEMANA