CUIABÁ

CAMPANHA JÁ COMEÇOU

Ação do PP, de Neri, derruba na Justiça vídeo do PL exaltando Wellington

De acordo com a decisão, a propaganda exibida em TVs e rádios, no dia 16 de abril, também deve ser retirada das redes sociais, em 48 horas

Publicados

POLÍTICA

Os dois veteranos devem promover briga acirrada pela única vaga em jogo ao Alto Parlamento. FOTO - Ednilson Aguiar/OLivre

A Justiça Eleitoral acatou a impugnação feita pelo Partido Progressistas (PP), partido do pré-candidato, Neri Geller (PP), ao Senado Federal, em Mato Grosso, e determinou, ontem (27) a suspensão de um vídeo de propaganda eleitoral do Partido Liberal (PL), entendido como uma promoção pessoal do senador, Wellington Fagundes (PL).

De acordo com a desembargadora, Nilza Maria Pôssas de Carvalho, o partido teria “desvirtuado a propaganda eleitoral, realizando a divulgação de propaganda de candidato a cargo eletivo”. Fagundes trabalha a reeleição, em 2022.

A ação proposta pelo PP teve a autoria dos advogados Flavio Caldeira Barra e Guilherme Antônio Abboud. Ainda de acordo com a decisão, a propaganda exibida em TVs e rádios, no dia 16 de abril, também deve ser retirada das redes sociais de Fagundes no prazo de 48 horas, sob pena de fixação de multa diária em caso de descumprimento.

A desembargadora justificou a decisão pontuando que a veiculação da propaganda deixaria os demais pré-candidatos ao Senado em situação de desvantagem. “Desse modo, a fim de se evitar prejuízo ao partido representante, bem assim, aos demais players do processo eleitoral vindouro, com a mencionada divulgação de conteúdo não permitido, entendo razoável a concessão de liminar, para que os Representados sejam proibidos de veicular o trecho impugnado da inserção, até a apreciação definitiva da matéria por este e. Tribunal, seja na em suas redes sociais, seja na rádio e televisão.”, diz trecho da decisão.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Pesquisa mostra Emanuelzinho e Medeiros na frente em Cuiabá e VG
Propaganda

POLÍTICA

Pesquisa mostra Emanuelzinho e Medeiros na frente em Cuiabá e VG

O jovem parlamentar do MDB e o bolsonarista do PL já possuem a garantia de estarem em legendas que fatalmente alcançarão o quociente

Publicados

em

Números foram coletas pelo instituto Percent, nos últimos dias

Os atuais deputados federais por Mato Grosso, Emanuelzinho (MDB) e José Medeiros (PL), ambos pré-candidatos à reeleição, foram os nomes mais lembrados pelos eleitores cuiabanos em uma nova rodada de pesquisas de intenção de voto da Percent, feita em parceria com a TV Cuiabá e o site O Documento.

O filho do prefeito da capital, Emanuel Pinheiro,  que voltou ao partido do pai em 2022, onde também já tinha militou no passado, alcançou 5,1% da preferência popular em amostragem colhida em Cuiabá e Várzea Grande. Em segundo lugar, figura Medeiros, um dos mais reconhecidos com a pauta bolsonarista no estado, com 3,4% das lembranças dos entrevistados.

Tirando por base os números, tanto Medeiros quanto Emanuelzinho, até pelo poderio dos partidos que se encontram  – que não terão qualquer problema em alcançar a quociente eleitoral – tendem a se reeleger no dia 2 de outubro.

A votação do jovem emedebista deve seguir, como não dava pra ser diferente, sendo amplamente majoritária dentro do maior colégio eleitoral do estado, todavia, Pinheiro conseguiu ampliar e construir bases eleitorais no interior com sua atividade parlamentar, nos últimos quatro anos.

Leia Também:  Pesquisa mostra Emanuelzinho e Medeiros na frente em Cuiabá e VG

Já Medeiros, segundo mais votado de 2018, com mais de 82 mil votos, deve repetir boas votações na capital e em Rondonópolis, sua principal base eleitoral, e contabilizar apoios por praticamente todas as regiões do estado. Há quatro anos, o bolsonarista teve votos em todos os 141 municípios.

A pesquisa trouxe uma “surpresa” em seus números. Trata-se do ex-comandante da Polícia Militar, Coronel Assis (União Brasil). Sem nunca ter disputado qualquer cargo eletivo, Assis, que deve disputar pelo União Brasil – UB, partido do governador, Mauro Mendes (UB), cravou 2,2% de preferência popular

Com 2% das citações, outros três nomes se destacaram na Percent. São eles: Nelson Barbudo (PL), que foi o mais votado de 2018 com surpreendentes 126.249 votos, Sargento Joelson (Cidadania) e Carlos Bezerra (MDB).

A deputada federal, Rosa Neide (PT), abocanhou 1,5%, seguida por Fábio Garcia (União Brasil), Gisela Simona (União Brasil) e Coronel Fernanda (PL), ambos lembrados por 1% dos entrevistados.

Metodologia

A Percent aplicou a técnica “survey de opinião” com 1.000 entrevistados por telefone em Cuiabá e Várzea Grande. A coleta de dados se deu entre os dias 27 de abril a 3 de maio. A margem de erro de é 3,10% para mais ou para menos. Seguindo os ditames da Lei Eleitoral, a pesquisa foi devidamente registrada junto ao Tribunal Regional Eleitoral sob o número MT-06721/2022.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍCIA

BRASIL E MUNDO

AGRO E ECONOMIA

FAMOSOS

MAIS LIDAS DA SEMANA