CUIABÁ

Cultura e Lazer

CUIABÁ | Semana da Amamentação terá arte para sensibilizar

Publicados

Cultura e Lazer

O leite materno, chamado de alimento de ouro pela Organização Mundial da Saúde, é fundamental para garantir a saúde dos bebês nos primeiros anos de vida. No entanto, mesmo diante das evidências científicas, a saúde pública ainda enfrenta um entrave cultural, mitos e preconceitos que culminam no desmame precoce e em graves problemas às crianças. Combater esse cenário através da sensibilização pela arte é o objetivo da Semana da Amamentação de Mato Grosso, que ocorre entre os dias 01 e 07 de agosto, em diferentes espaços culturais de Cuiabá.

Apropriando-se da arte para mostrar a beleza, os benefícios e a importância da amamentação, a campanha ‘Empoderar mães e pais: favorecer a amamentação’ irá oferecer uma programação cultural com cinema, música, artes plásticas, dança, poesia e literatura. Todas as atividades terão a amamentação como temática e serão gratuitas. As atrações ocorrerão no Palácio da Instrução, Cine Teatro Cuiabá e Teatro Zulmira Canavarros. Além disso, a Semana da Amamentação inclui debates e minicursos.

A proposta é reunir conhecimento e arte para promover o empoderamento da mãe e mostrar a importância da rede de apoio familiar para o sucesso da amamentação. Dados da OMS apontam que aproximadamente 6 milhões de crianças são salvas a cada ano com o aumento das taxas de amamentação exclusiva até o sexto mês de vida. A recomendação da OMS é que a mãe amamente o filho até os dois anos ou mais, considerando benefícios à saúde da criança, como o aumento da imunidade e redução de 13% no índice de mortalidade e proteção contra diarréia, infecções respiratórias e alergias.

Leia Também:  Técnico faz sinais de facção criminosa e é morto em balada de MT

Programação

A abertura oficial será no dia 01 de agosto, às 19h30, no Cine Teatro Cuiabá. No dia, será exibido o filme Tigers, baseado em uma história real do paquistanês Syed Aamir Raza (Ayan), que foi representante de vendas de fórmulas infantis em uma multinacional, e denunciou problemas de saúde nas crianças decorrentes do uso do produto e o lobby da indústria. Após o filme, haverá um debate com Maria Cristina Passos, da Rede Internacional em Defesa do Direito de Amamentar (IBFAN Brasil).

No dia 02, às 20h, a atração artística será show ‘Força Mulher’, da cantora Estela Ceregatti, no Teatro do Cerrado Zulmira Canavarros. É um espetáculo voltado para o empoderamento feminino, o amor e a liberdade da mulher. Durante a apresentação, Estela Ceregatti divide o palco com a artista e professora da dança Nancy Ribeiro.

Artistas mato-grossenses das artes plásticas se unem na luta pela amamentação e apresentam a exposição ‘Arte de Amamentar’, que ficará aberta à visitação de 03 a 30 de agosto, no Palácio da Instrução. A abertura será às 15h, e haverá telas, escultura, instalação e fotografia. O evento contará com apresentação da poetisa Bia Corrêa e da professora de dança Nancy Ribeiro.

Leia Também:  Petista acusado de desvio milionário e assédio é suplente de Neri

Com a curadoria de Ronei Nogueira Ferraz Ronei, a mostra traz obras dos seguintes artistas: Anna Pretta, Irani Gomes, Lourdes de Paula, Ludmila Brandão, Nice Aretê, Paty Wollff, ROCalazans, Rosylene Pinto, Tula Kirst, Adriana Milano, Cida Silva, Dayana Trindade, Rodolfo Carli, Amaury Santos, Mari Gemma De La Cruz, Arachely Tristão, Ferraz Ronei, Ruth Albernaz, Bia Corrêa, Nancy Ribeiro e Maria Lúcia Futuro.

Voltado para as mães que amamentam, também haverá o minicurso ‘Conexão Ventre-amamentação’, com Nancy Ribeiro. Será no dia 02 de agosto. E no dia 05 de agosto haverá a oficina ‘Massagem para bebês: vínculo e afeto’, com Josemara, Edileuza e Jesiele, do Super Mães Grupo de Apoio. Os dois serão das 14h às 18h, no Palácio da Instrução.

Serviço:

A Semana da Amamentação é um evento realizado pelas Secretarias de Estado de Saúde e de Cultura, Esporte e Lazer de Mato Grosso (Secel), com o apoio da Assembleia Legislativa, Ateliê 569, Super Mães Grupo de Apoio, Rede Internacional em Defesa do Direito de Amamentar (IBFAN Brasil), Waba Brasil e Faculdade de Nutrição da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT).

A programação detalhada está nas redes sociais: Facebook e Instagram

Mais informações e inscrições: (65) 99259-6928 /3613-5415 e pelo e-mail [email protected]

COMENTE ABAIXO:
Propaganda
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Login

Deixe uma resposta

CIDADES

DasMatas reúne três vozes femininas de MT com trajetória nacional

Publicados

em

Forças femininas se unem e demonstram às potencialidades de suas artes através de sonoridades coletivas. O caminho de cada uma, apesar de muito peculiar, se cruza na ancestralidade e coragem de amplificar suas vozes. Eis que então, surge o show “DasMatas Encontro de Vozes do Cerrado Mato-grossense” na apresentação de Karola Nunes, Nega Lu e Pacha Ana. O projeto foi contemplado pela Lei Emergencial Aldir Blanc e será lançado neste domingo (21) em plataformas digitais.

Em um cenário que mulheres precisam se engajar ainda mais para conseguirem holofotes, as três escolhidas impulsionam suas histórias enquanto artistas independentes, mas também pela evocação de suas raízes, o que entrega ainda mais sentido para à proposta em senso de coletividade ao servir de inspiração para tantas outras.

Gravações e o Engajamento Nacional

Gravado de forma antecipada, o espetáculo estará disponível nas plataformas digitais no Dia Internacional da Luta Contra a Discriminação Racial, 21 de março, que não por acaso – é também tema recorrente nas composições musicais das artistas envolvidas.

As artistas são naturais da cidade de Rondonópolis e, além de cantar, compor, tocar, comandam as próprias carreiras e representam através de suas trajetórias um engajamento nacional. Karola Nunes tem 16 anos de carreira e representou a região Centro-Oeste na Mostra de Música Nacional do Sesc em 2018, foi contemplada pela última edição do Edital CirculaMT da Secretaria Estadual de Cultura em 2017 e ofertou, naquela oportunidade, oficinas pelo Estado, além de gravar seu álbum “Somos Som”, com produção de Gustavo Ruiz, mixagem de Victor Rice e participação de Curumin.

Leia Também:  Técnico faz sinais de facção criminosa e é morto em balada de MT

“Apesar de sermos da mesma cidade e se conhecer pelos rolês da cidade, esse encontro em cima do palco nunca tinha acontecido. Demorou, mas a espera valeu a pena. Foi uma delícia. Foi divertido e instigante. Espero que seja o primeiro de muitos”, reflete Karola.

Pacha Ana, também viabilizou seu trabalho por meio de Edital Municipal da Cultura e lançou em 2018, o primeiro disco de Rap feminino do estado, “Omo Oyá”. Em 2019 circulou pelo Sesc no projeto “Arte da Palavra”, levando suas poesias e canções com o espetáculo “Faces: A Poesia Negra Em Mim, Em Nós” a sete estados e quatorze cidades.

“Esse encontro é conexão e ancestralidade. Acredito e admiro todo mundo que participou desse projeto e por isso me senti num ‘reencontro’. Conexão”, acredita Pacha Ana.

Nega Lu, foi convidada pelo Sesc a circular pelos nove estados da Amazônia Legal na Mostra Sesc Amazônia das Artes com o seu show “Minha ancestralidade” em 2019. Em meio à pandemia ainda se apresentou no Festival AmazôniaS Online, produzido pelo Greenpeace Brasil.

“O encontro fluiu da maneira que eu achei que fluiria, e ainda melhor. Foi muito potente pra mim. Acho que estávamos todos na mesma sinergia, na mesma troca. Eram três álbuns, mas parecia ser um”, comenta Nega Lu.

Leia Também:  Mauro vê plágio em plano de Governo de Márcia e Emanuel ironiza

Nesse projeto elas se unem em um show inédito, somando seus repertórios autorais e mesclando os integrantes de suas bandas. Apesar do evento acontecer fisicamente em Cuiabá com todos os cuidados sanitários necessários em gravação, a veiculação para o público será totalmente via internet e possibilita o acesso ao público de outras regiões do país e fora dele.

O show também é pensando para promover acessibilidade utilizando recurso de tradução simultânea em Libras e uma breve audiodescrição. A partir de domingo a apresentação segue no Youtube e Facebook.

A Lei Aldir Blanc em Mato Grosso contempla este projeto através da Secretaria de Estado de Cultura, Esporte e Lazer, do Governo de Mato Grosso, da Secretaria Especial da Cultura, Ministério do Turismo e Governo Federal, Pátria Amada Brasil.

Ficha técnica

Karola Nunes – voz, guitarra e direção musical
Nega Lu – voz e violão
Pacha Ana – voz
Augusto Krebs – guitarra
Paulinho Nascimento – Baixo
Lênin Correa – Teclado
Wilson Jr. – Bateria
Bruno El Joe – Sintetizadores
Juliane Grisólia – Percussão
Iluminação: Karina Figueredo
Técnico de Som: Wel Ribeiro
Produção: Larissa Sossai
Assessoria de Imprensa: Mirella Duarte

Serviço
DasMatas Encontro de Vozes do Cerrado Mato-grossense
Data: 21 de março (domingo)
Para receber mais novidades sobre o projeto basta acessar – https://biolinky.co/dasmatas

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍCIA

BRASIL E MUNDO

AGRO E ECONOMIA

FAMOSOS

MAIS LIDAS DA SEMANA