CUIABÁ

POLÍTICA

Deputado Thiago defende que recursos devolvidos pela ALMT sejam destinados para ampliação de UTIs e programas sociais

Publicados

POLÍTICA

O deputado estadual Thiago Silva (MDB) solicita hoje ao Presidente da Assembleia e o Governador que os recursos que serão devolvidos pela Assembleia Legislativa ao Governo do Estado que podem chegar a R$ 30 milhões sejam destinados para criação de leitos de isolamento e leitos de UTIs exclusivos para tratamentos de pacientes com a infecção e também para programas sociais para ajudar trabalhadores informais e desempregados.

De acordo com o parlamentar o dinheiro deve ser usado em Hospitais Regionais, uma vez que parte destas unidades já dispõe de boa estrutura e tem condições de receber ampliação. “A situação é muito delicada, tenho certeza que o Estado vai agir com o bom senso e se posicionar favoravelmente ao nosso pedido. A Alemanha já provou que o maior volume de Unidades de Terapias Intensiva e leitos de isolamento são essenciais para prevenir mortes pela doença”.

Thiago ressalta que os leitos impactam diretamente em regiões como a de Rondonópolis, que já tem um caso confirmado pelo Lacen-MT e outro esperado a contraprova. “Em Rondonópolis nós temos o Hospital da Unimed servindo como base e o Hospital Regional de apoio. Se os casos aumentarem precisaremos do HR a todo vapor e com isolamento total de ala. Vamos trabalhar para que essas medidas sejam colocadas em práticas o quanto antes”.

Leia Também:  Fábio Garcia leva invertida de Emanuelzinho, que aprova visita ao VLT

Contudo, o deputado ainda lembra que o Hospital Regional já tem um espaço pronto para ser usado como para isolamento. “Trata-se do box de emergencial do hospital, que ainda não foi inaugurado, mas está praticamente pronto e com estrutura adequada”.

Projetos de prevenção

Na última quarta-feira (18), Thiago Silva defendeu e votou favoravelmente em quatros votações importantes, referente a matérias para prevenir a disseminação do Covid 19 nos 141 municípios do estado.

Silva ajudou a aprovar o projeto de lei 204/2020, que reduz a alíquota do ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) para utensílios como o álcool em gel, insumo para fabricar álcool em gel, luvas médicas, máscara, hipoclorito de sódio e álcool 70%. Também defendeu e votou a favor do PL 205/2020 que garante aos alunos da rede pública estadual de educação, cadastrados e beneficiados no Bolsa Família e no programa Pró-Família, no período de suspensão das aulas, o direito à alimentação escolar. O projeto prevê a transferência de R$ 3,98 por refeição às famílias conforme situação de cada aluno no cadastro da Secretaria de Educação. Alunos que fazem uma refeição na unidade escolar terão direito ao valor de R$ 59,70 para os quinze dias de suspensão. Estudantes que fazem duas refeições na unidade escolar terão direito ao valor de R$ 119,40. Para os que fazem três refeições, o valor será de R$ 179,10.

Leia Também:  Emanuelzinho quer R$ 20 mil de Abílio por postagem com sua foto

Já o projeto de lei 202/2020, dispõe sobre medidas para que tenhamos a garantia de oferta de produtos e insumos para conter a disseminação do coronavírus. O projeto determina multa de R$ 10 mil a 50 mil caso haja descumprimento da lei, além da apreensão de bens e produtos, suspensão temporária do funcionamento, interdição total ou parcial de estabelecimentos que estão praticando preços abusivos em produtos usados para evitar a contaminação.

Por último, a Assembleia aprovou o projeto que impede que seja cortada a energia e água dos mato-grossenses durante o período de quarentena e prevenção do Covid 19.

 

FONTE: Da redação com Assessoria

COMENTE ABAIXO:
Propaganda
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Login

Deixe uma resposta

POLÍTICA

Fábio Garcia leva invertida de Emanuelzinho, que aprova visita ao VLT

Deputado federal anunciou que pediria a presença de uma Comissão Federal nas obras do VLT e, enquanto Fabinho tentava barrar, pediu em outra

Publicados

em

Garcia tentou manobrar para defender interesses de Mauro Mendes, mas foi vencido por jovem parlamentar. FOTO - Montagem MINUTO MT com Ednilson Aguiar/OLivre

O senador em exercício, Fábio Garcia (União), levou uma verdadeira invertida do deputado federal, Emanuelzinho (MDB), em uma ação que se desenrolou nos bastidores da Câmara Federal, nesta semana.

Emanuelzinho deixou ‘vazar’ que participaria da Comissão Externa de Obras Inacabadas do Congresso Nacional para pedir uma visitado grupo nas obras do VLT.

Ao saber disso, Garcia foi para a reunião, com o objetivo de evitar tal aprovação. Fabinho criticou o VLT e exaltou a decisão do governador Mauro Mendes (União) em implementar o BRT.

Acontece que na mesma hora ocorria a reunião da Comissão de Transporte e Viação da Câmara, que, sob articulação de Emanuelzinho, estava apreciando a visita da Comissão da Câmara Federal nas obras do VLT.

Ao ser anunciado por Emanuelzinho que a Comissão da Câmara Federal tinha aprovado o requerimento da visita e que, portanto, desistiria de apresentar o mesmo requerimento na Comissão de Obras Inacabadas, o senador se desarmou.

Claramente abatido, deixou a Comissão. Nessa disputa entre o filho do prefeito Emanuel e o pupilo do governador Mauro Mendes (União), o primeiro levou a melhor, o que certamente irritou Mendes, que se esforça ao máximo para enterrar de vez a pauta VLT e não ter que explicar o motivo de ter decidido enterrar um investimento de R$ 1,2 bilhão, com majoritária parte da obra já executada.

Leia Também:  Emanuelzinho quer R$ 20 mil de Abílio por postagem com sua foto

A visita deve aumentar ainda mais o nível de irritação do governador, que recentemente viu o Tribunal de Contas da União – TCU, a pedido de Emanuel Pinheiro (MDB), suspender as obras do BRT.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍCIA

BRASIL E MUNDO

AGRO E ECONOMIA

FAMOSOS

MAIS LIDAS DA SEMANA