CUIABÁ

POLÍTICA

Emanuel quer conversar com prefeito de Chapada sobre Réveillon

Publicados

POLÍTICA

O prefeito de Chapada dos Guimarães (60 km de Cuiabá), Osmar Froner (MDB), se manifestou e manteve a festa do réveillon deste ano, diferente da tendência adotada em quase todas as capitais brasileiras e polos turísticos pelo Brasil.

Como a decisão de Chapada pode prejudicar outros municípios, o prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (MDB), como presidente do Consórcio Intermunicipal de Desenvolvimento Econômico e Social do Vale do Rio Cuiabá, realizará uma reunião com Osmar.

A intenção é discutir o impacto que pode gerar entre um município e outro decisões de manter festejos do réveillon com shows e carnaval. “Como não existe barreira e nem fronteira para a Covid, o diálogo é necessário. Temos que respeitar a autonomia de cada entidade federativa, mas uma ação solitária pode impactar de forma prejudicial. Porém, em conjunto, podemos enfrentar esse desafio que é a pandemia”, explicou Pinheiro.

De acordo o argumento do prefeito da cidade turística, Chapada dos Guimarães vacinou em torno de 100% das pessoas com a primeira dose, já que a Secretaria de Saúde também aplicou doses em residentes de outros municípios.

Leia Também:  Deputado federal de MT se torna réu por acusar prefeito de pedofilia

Em relação a população do município, 90% já tomou ao menos uma dose do imunizante e 80% dos moradores tomaram a segunda dose contra a Covid-19. O prefeito também cita a nova variante do coronavírus, a ômicron, e disse que como ainda não se sabe muito sobre a cepa e que vai acompanhar as orientações dos órgãos de saúde.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Login

Deixe uma resposta

POLÍTICA

Fábio Garcia leva invertida de Emanuelzinho, que aprova visita ao VLT

Deputado federal anunciou que pediria a presença de uma Comissão Federal nas obras do VLT e, enquanto Fabinho tentava barrar, pediu em outra

Publicados

em

Garcia tentou manobrar para defender interesses de Mauro Mendes, mas foi vencido por jovem parlamentar. FOTO - Montagem MINUTO MT com Ednilson Aguiar/OLivre

O senador em exercício, Fábio Garcia (União), levou uma verdadeira invertida do deputado federal, Emanuelzinho (MDB), em uma ação que se desenrolou nos bastidores da Câmara Federal, nesta semana.

Emanuelzinho deixou ‘vazar’ que participaria da Comissão Externa de Obras Inacabadas do Congresso Nacional para pedir uma visitado grupo nas obras do VLT.

Ao saber disso, Garcia foi para a reunião, com o objetivo de evitar tal aprovação. Fabinho criticou o VLT e exaltou a decisão do governador Mauro Mendes (União) em implementar o BRT.

Acontece que na mesma hora ocorria a reunião da Comissão de Transporte e Viação da Câmara, que, sob articulação de Emanuelzinho, estava apreciando a visita da Comissão da Câmara Federal nas obras do VLT.

Ao ser anunciado por Emanuelzinho que a Comissão da Câmara Federal tinha aprovado o requerimento da visita e que, portanto, desistiria de apresentar o mesmo requerimento na Comissão de Obras Inacabadas, o senador se desarmou.

Claramente abatido, deixou a Comissão. Nessa disputa entre o filho do prefeito Emanuel e o pupilo do governador Mauro Mendes (União), o primeiro levou a melhor, o que certamente irritou Mendes, que se esforça ao máximo para enterrar de vez a pauta VLT e não ter que explicar o motivo de ter decidido enterrar um investimento de R$ 1,2 bilhão, com majoritária parte da obra já executada.

Leia Também:  ALMT entram na Justiça para barrar 22,5% de aumento da Energisa

A visita deve aumentar ainda mais o nível de irritação do governador, que recentemente viu o Tribunal de Contas da União – TCU, a pedido de Emanuel Pinheiro (MDB), suspender as obras do BRT.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍCIA

BRASIL E MUNDO

AGRO E ECONOMIA

FAMOSOS

MAIS LIDAS DA SEMANA