CUIABÁ

CIDADES

Estudo de viabilidade da Ferrogrão é apresentado a deputados estaduais

Publicados

CIDADES

Os deputados estaduais conheceram, na tarde dessa terça-feira (28), os estudos sobre a Ferrogrão, ferrovia que deverá ligar Lucas do Rio Verde (MT) ao porto de Miritituba, no Pará. O investimento de R$ 12,6 bilhões deverá reduzir em 30% os custos de escoamento da produção agropecuária do estado e empregar até 13 mil pessoas no pico de obras.

O estudo, realizado e apresentado por seis empresas, foi aprovado pelo governo federal e a expectativa é que a ferrovia seja licitada ainda neste ano.

De acordo com o estudo, a Ferrogrão deverá interligar, num primeiro momento, os municípios de Sinop (MT) e Miritituba (PA) com um traçado de 933 km. Com a construção dos trilhos da Ferrovia Integração Centro-Oeste (Fico) e prolongamento da Ferronorte, a Ferrogrão deverá ser estendida até Lucas do Rio Verde, totalizando 1.180 km.

Os dados foram apresentados pelo presidente da empresa Estação da Luz Participações. Guilherme Quintella, que ao lado de cinco multinacionais do setor agrícola, realizou os estudos de viabilidade ao governo federal. O prazo de execução do projeto é dois anos para os licenciamentos e três anos para obras.

Leia Também:  Pesquisa mostra Emanuelzinho e Medeiros na frente em Cuiabá e VG

De acordo com Quintella, o projeto aprovado prevê capital 100% privado para a construção e concessão operacional da ferrovia por um período de 65 anos e a licitação será por meio de leilão público, vencendo a proposta de maior outorga ao governo.

Após o prazo de exploração, o capital se tornará público. “Atualizamos o estudo a pedido do governo federal e esperamos que até o final do segundo semestre a obra seja leiloada”, afirmou o empresário.

O custo do frete pela Ferrogrão, se estivesse funcionando hoje, seria de R$ 110 por tonelada, quase a metade do valor pago pelo frete rodoviário. A presidente em exercíco da Assembleia Legislativa, deputada Janaina Riva (MDB), destacou a importância de haver investidores interessados em melhorar as condições de logística do estado.

“Hoje temos três projetos ferroviários importantes para o estado que, além de reduzir o custo de produção, vão trazer mais segurança para nossas rodovias e ainda reduzir o custo de manutenção, que atualmente é muito alto devido ao volume de carga que trafega nas estradas”, destacou a deputada.

Leia Também:  Galvan sinaliza com "surpresa" do PTB para disputar Governo com Mauro

A capacidade de escoamento da Ferrogrão poderá atingir 58 milhões de toneladas por sentido e, segundo o engenheiro Luiz Antonio Pagot, que participou da realização dos estudos, poderá alavancar o potencial mineral do estado. “A ferrovia vai tirar do ostracismo o minério que existe em Mato Grosso ainda não explorado, em regiões como de Juara, Alta Floresta”, explicou.

Participaram da reunião os deputados Ondanir Bortolini, Nininho (PSD), Ulysses Moraes (DC), Delegado Claudinei (PSL), Toninho de Souza (PSD), Dr. Gimenez (PV), Max Russi (PSB), Silvio Fávero (PSL), Wilson Santos (PSDB), Dilmar Dal Bosco (DEM), Valdir Barranco (PT), Faissal (PV), Elizeu Nascimento (DC), Dr. João (MDB), Carlos Avalone (PSDB) e Ludio Cabral (PT).

 

Fonte: Assessoria

COMENTE ABAIXO:
Propaganda
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Login

Deixe uma resposta

CIDADES

Com emenda de R$ 300 mil de Claudinei, distrito de Vale Rico terá uma quadra poliesportiva

O deputado destinou R$ 300 mil para a construção de quadra poliesportiva, com a contrapartida da outra parte do valor pelo prefeito de Guiratinga

Publicados

em

O deputado estadual Delegado Claudinei (PL) atendeu o grande anseio dos moradores do distrito de Vale Rico, localizado em Guiratinga, que almejavam ter uma quadra poliesportiva para a prática esportiva de crianças e jovens e realização de eventos. Ele garantiu uma emenda no valor de R$ 300 mil para a construção do espaço e que, também, contará com a contrapartida da outra parte do valor pelo prefeito municipal, Waldeci Barga Rosa (UB).

O parlamentar chegou a visitar o distrito, em janeiro de 2021, junto com o gestor municipal e a vereadora Fabiana Rocha (UB) e se deparou com a situação precária da quadra utilizada pela comunidade local. “Neste dia, me comprometi a buscar alternativas junto aos gestores municipais e contribuir com melhorias na infraestrutura deste distrito. E ainda mais, soube que era um grande anseio dos moradores e me sinto realizado de estar ajudando nesse desejo. Em breve terão um espaço para o esporte e lazer”, posicionou Claudinei.

Fabiana conta que o distrito de Vale Rico possui uma média de 450 habitantes. “É uma região que tem uma população bastante carente e esquecida. A gente procura ajudar o distrito e vê a necessidade de incentivar os jovens a estarem praticando o esporte, participando de campeonatos e ter o lazer merecido, algo que não tinham, pois não havia uma estrutura boa. E o novo espaço também poderá ser utilizado para outros meios, como na promoção de eventos. Será bem amplo”, comentou a vereadora.

Leia Também:  Juca surge muito bem em pesquisa para a ALMT

Localização – O município de Guiratinga fica a uma distância de aproximadamente 110 km de Rondonópolis. Em relação ao distrito de Vale Rico, é de cerca de 60 km.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍCIA

BRASIL E MUNDO

AGRO E ECONOMIA

FAMOSOS

MAIS LIDAS DA SEMANA