CUIABÁ

FRENTE DE ESQUERDA

Ex-reitora pode ser "surpresa" no cenário de disputa ao Governo de MT

Lula defende uma disputa nas urnas para que o governador Mauro Mendes (União) não ganhe por W.O, segundo líderes de esquerda

Publicados

POLÍTICA

ideia é estabelecer uma parceria e montar palanque para Lula em MT

A Federação Brasil da Esperança (PT, PV e PC do B) se articula para lançar o nome da ex-reitora da UFMT, Maria Lucia Cavalli (PCdoB) ao Governo de Mato Grosso, criando um projeto majoritário dentro do estado para dar palanque ao ex-presidente da República, Luis Inácio Lula da Sila (PT).

O vice-prefeito de Cuiabá José Roberto Stopa (PV), chegou a ser cotado para a disputa ao Palácio Paiaguás, nas eleições de outubro, mas seu nome perdeu orça e Maria Lúcia apareceu na última semana, quando o ex-presidente Lula questionou o PT de Mato Grosso sobre uma candidatura própria, ao ver a dificuldade de coligar.

Lula defende uma disputa nas urnas para que o governador Mauro Mendes (União) não ganhe por W.O. (quando não há adversário), como está se configurando, segundo líderes de esquerda. Conforme o secretário de organização do PCdoB, Miranda Muniz, ambos os nomes (Stopa e Cavalli) têm viabilidade para disputar contra Mendes.

“A professora Maria Lúcia é um nome lembrado à frente da UFMT, e Stopa é outra pessoa que tem trabalho forte na Prefeitura de Cuiabá. Para o desgosto dos que achavam que a eleição seria ganha por WO, teremos candidato com condições de eleição aqui no Estado”, afirmou Miranda.

Leia Também:  Novo outdoor de ataque da direita em MT vira pauta nacional

A tendência é que os diretórios escolham entre um dos nomes para a disputa majoritária. No entanto, não é descartada uma composição entre ex-reitora e vice-prefeito para a chapa majoritária. O “martelo” só deverá ser batido no dia 20 de maio.

Miranda explicou que a intenção é fazer um palanque para fortalecer e levantar a candidatura de Lula ao Palácio da Alvorada. “Algumas pesquisas internas mostram que o Lula ganha na Baixada Cuiabana e no Médio Norte. E uma candidatura a majoritária no Estado fortalece isso”, afirma.

A ex-reitora Maria Lúcia, neste exato momento, tem a simpatia da maioria dos líderes de esquerda para defendeu seus ideais na disputa do Governo do Estado. Ela sai na frente ainda por um anúncio feito em encontro com correligionários petistas, onde o ex-presidente havia comunicado que tinha pré-disposição ao apoio de mulheres.

A ex-reitora é próxima ao ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad (PT), candidato derrotado a presidência em 2018, e já se encontrou com Lula em fevereiro deste ano. “O Lula vai apoiar qualquer candidato que a gente lançar aqui”, garantiu Miranda.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

POLÍTICA

VEJA aponta Bolsonaro 15 pontos à frente de Lula em MT

Segundo média de pesquisas publicadas, o atual mandatário crava 47,7% da preferência no estado e o ex-presidente petista surge com 32,6%.

Publicados

em

Em nenhum outro estado analisado o presidente tem o índice de aprovação popular mais alto que Mato Grosso. A diferença em relação a Lula, porém, é maior no Acre

Levantamento da empresa de consultoria Vector Research, publicado no site da revista Veja, nesta semana, confirma o atual presidente da República, Jair Bolsonaro (PL), absoluto em Mato Grosso.

O levantamento traçou um paralelo direto entre Bolsonaro e Lula (PT), seu principal adversário e com quem deve, de fato, disputar diretamente o maior cargo do país nas urnas, em 2022.

Os números confirmam a liderança bolsonaristas em Mato Grosso com 15 pontos percentuais de frente, com o atual mandatário cravando 47,7% da preferência e o ex-presidente petista surgindo com 32,6%.

Cenário geral

Embora em solo mato-grossense o índice de apoio bolsonarista seja o maior registrado, do ponto de vista de vantagem direta sobre Lula, ou seja, de diferença entre um e outro, o estado mais bolsonarista é o Acre.

Por lá, são mais de 18 pontos de frente do atual presidente. Enquanto Bolsonaro chega a ter 47,4% das intenções de voto, Lula surge com 29,1%.

Diferença similar ocorre, também, em Santa Catarina, onde Bolsonaro supera Lula por 45,1% a 29%. A liderança se mantém acima do patamar de 40% em Goiás, com 42,4% contra 32,1% do petista..

Leia Também:  Novo outdoor de ataque da direita em MT vira pauta nacional

O MAIS PETISTA

Do outro lado dos números, o Piauí é onde Lula (PT) tem a maior vantagem sobre Jair Bolsonaro (PL), com mais de 46 pontos de diferença.

O ex-presidente tem 64,2% de preferência entre os eleitores do estado nordestino, enquanto o presidente que busca a reeleição marca 17,3%.

Apanhado geral

O mapa da disputa presidencial nos estados foi montado pela Vector Research a partir de uma análise média com pesquisas de 15 institutos, realizadas entre os dias 6 de maio e 29 de junho em 24 estados (exceto Amapá e Rondônia) e no Distrito Federal.

A empresa preferiu restringir a análise à dupla de atuais líderes nas sondagens.

Veja abaixo os índices comparativos entre os principais candidatos à Presidência da República por estado:

 

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍCIA

BRASIL E MUNDO

AGRO E ECONOMIA

FAMOSOS

MAIS LIDAS DA SEMANA