CUIABÁ

AGRO

Grupo de empresários e sindicalistas visitam empresas de Rondonópolis

Publicados

AGRO

A Prefeitura de Rondonópolis por meio da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico promoveu uma visita à grandes empresas instaladas no município tendo como convidados empresários da Associação Comercial, Industrial e Empresarial de Rondonópolis (Acir), empresários do Distrito Industrial da Vila Operária, representantes do Sindicato Rural de Rondonópolis e do Sindicato das Indústrias Metalmecânica e Elétrica de Rondonópolis e da Região Sul de Mato Grosso (Sindimec).

O grupo visitou, nesta quinta-feira (18), o Complexo Intermodal de Rondonópolis com tour guiado pelos colaboradores para maior conhecimento das funções executadas e da contribuição para o município, como a geração de empregos e renda.

O secretário de Desenvolvimento Econômico, Milton Mutum, adiantou que o maior terminal de movimentação de grãos do mundo deverá quase dobrar a capacidade, devido a um investimento que será recebido no próximo ano, de aproximadamente R$ 400 milhões. Assim como, o aumento da concessão da malha paulista, refletindo diretamente na economia de Rondonópolis e da região.

“Fizemos um compromisso com empresários da cidade para mostrar como funciona a Rumo e como a economia rondonopolitana está fortalecida com as indústrias instaladas. É importante também que além desse grupo, a sociedade conheça o que as empresas estão representando para Rondonópolis. Logo haverá a implantação do vagão escola para levar alunos de escolas e universidades a conhecerem todo o processo”, explicou o secretário.

Leia Também:  Lula diz ser "amigo de Blairo Maggi", mas reforça olhar para pequenos

Após conhecer o Complexo Intermodal, a turma aprendeu um pouco sobre as empresas J.M. Link e a Brado Contêineres in loco, finalizando com uma visitação a fábrica da Cervejaria Petrópolis para entender mais sobre o processo de fabricação das cervejas. A produção da empresa gira em torno de 62 mil garrafas de cerveja por hora e 128 mil latas por hora.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Login

Deixe uma resposta

AGRO

MT aumenta área plantada de soja, mas deve produzir menos

Por fim, a produção total para a próxima colheita ficou projetada em 39,48 milhões de toneladas para o estado.

Publicados

em

Sobre a produtividade, a estimativa foi estipulada em 58,62 saca/hectare, menos que 2021. FOTO - Exame/Alexis Prappas

A área aguardada de soja para a próxima temporada no estado de Mato Grosso (safra 2022/23) ficou projetada em 11,13 milhões de hectares, incremento de 2,55% em relação à safra 2021/22.

A ampliação inicial está pautada pela valorização do preço da oleaginosa, demanda aquecida e o momento de preços favoráveis dos subprodutos da soja, o que motivou alguns produtores a fazerem a conversão de áreas de pastagens para agricultura, principalmente em regiões onde a pecuária predomina — Nordeste, Noroeste e Norte.

A informação foi divulgada, nos últimos dias, pelo Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (IMEA), no boletim semanal da soja. Sobre a produtividade, a estimativa foi estipulada em 58,62 saca/hectare, o que representa 1,26% abaixo em relação ao rendimento da safra 2021/22.

Apesar do recuo na estimativa, neste primeiro momento as projeções ficam limitadas,
devido a alguns pontos que podem impactar no decorrer da safra, como: condições climáticas e incertezas de investimento devido ao alto custo de produção.

Por fim, a produção total ficou projetada em 39,48 milhões de toneladas para o estado.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Pesquisa mostra Emanuelzinho e Medeiros na frente em Cuiabá e VG
Continue lendo

POLÍCIA

BRASIL E MUNDO

AGRO E ECONOMIA

FAMOSOS

MAIS LIDAS DA SEMANA