CUIABÁ

AGRO

Indea informa prazo para cadastro de propriedades produtoras de algodão

Publicados

AGRO

Prazo para cadastro de propriedades produtoras de algodão termina na próxima sexta-feira (15).

O cadastro de propriedades produtoras de algodão da safra 2018/2019 deverá ser efetuado até o dia 15 de março, por meio do Sistema de Defesa Vegetal do Estado de Mato Grosso (SISDEVE), para acessar clique AQUI .

Um levantamento do Instituto de Defesa Agropecuária do Estado de Mato Grosso (Indea-MT) aponta que até 28 de fevereiro deste ano, o número de cadastros no SISDEV era de 496 propriedades, totalizando 699.172 hectares. Já na safra 2017/2018, somaram 734 propriedades, em uma área de 805.685 ha com produção da fibra.

Fazer o cadastro é importante para a Defesa Sanitária Vegetal, já que se trata de uma ferramenta utilizada pelos técnicos para conhecimento das áreas com lavouras de algodão no Estado. Por meio dele também se faz o acompanhamento das medidas fitossanitárias para prevenção e controle do Bicudo do algodoeiro (Anthonomus grandis), além do período obrigatório do vazio sanitário.

Leia Também:  Laudo confirma que Riva não tem mais câncer e o obriga a pagar imposto

Conforme a Instrução Normativa Conjunta Sedec/Indea-MT nº 001/2016, de 03 de maio de 2016, o cadastro das propriedades com plantio de algodão deverá ser realizado anualmente logo após o término do plantio da lavoura, não podendo ultrapassar 15 de março.

O produtor deve informar obrigatoriamente todos os dados solicitados no cadastro e as coordenadas geográficas da sede da propriedade e no mínimo de três vértices da lavoura.

Serviço

Outras informações podem ser obtidas na Coordenadoria de Defesa Sanitária Vegetal: (65) 3613-6045 / E-mail: [email protected]

COMENTE ABAIXO:
Propaganda
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Login

Deixe uma resposta

AGRO

MT aumenta área plantada de soja, mas deve produzir menos

Por fim, a produção total para a próxima colheita ficou projetada em 39,48 milhões de toneladas para o estado.

Publicados

em

Sobre a produtividade, a estimativa foi estipulada em 58,62 saca/hectare, menos que 2021. FOTO - Exame/Alexis Prappas

A área aguardada de soja para a próxima temporada no estado de Mato Grosso (safra 2022/23) ficou projetada em 11,13 milhões de hectares, incremento de 2,55% em relação à safra 2021/22.

A ampliação inicial está pautada pela valorização do preço da oleaginosa, demanda aquecida e o momento de preços favoráveis dos subprodutos da soja, o que motivou alguns produtores a fazerem a conversão de áreas de pastagens para agricultura, principalmente em regiões onde a pecuária predomina — Nordeste, Noroeste e Norte.

A informação foi divulgada, nos últimos dias, pelo Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (IMEA), no boletim semanal da soja. Sobre a produtividade, a estimativa foi estipulada em 58,62 saca/hectare, o que representa 1,26% abaixo em relação ao rendimento da safra 2021/22.

Apesar do recuo na estimativa, neste primeiro momento as projeções ficam limitadas,
devido a alguns pontos que podem impactar no decorrer da safra, como: condições climáticas e incertezas de investimento devido ao alto custo de produção.

Por fim, a produção total ficou projetada em 39,48 milhões de toneladas para o estado.

COMENTE ABAIXO:

Leia Também:  Juca surge muito bem em pesquisa para a ALMT
Continue lendo

POLÍCIA

BRASIL E MUNDO

AGRO E ECONOMIA

FAMOSOS

MAIS LIDAS DA SEMANA