CUIABÁ

NOVA BOLSONARISTA

Livre para apoiar sogro, Janaína vê Neri enfraquecido perto do PT

Segundo a parlamentar, muitos prefeitos que tinham compromisso com Neri abandonaram seu projeto ao Senado com sua aproximação a Lula

Publicados

POLÍTICA

O MDB, de Janaína, liberou seus filiados para fechar com quem cada um quiser para o Senado Federal

A deputada estadual, Janaina Riva (MDB), conseguiu o que tanto queria, na última quinta-feira (4), e recebeu do seu partido, por meio do maior líder da sigla, Carlos Bezerra (MDB), a afirmação que os filiados estão livres para apoiar quem quiser ao Senado Federal.

A parlamentar, desta forma, deve ir com uma ala minoritária do partido para dentro da campanha do sogro, Wellington Fagundes (PL), que transformou a deputada de uma quase militante de esquerda para uma bolsonarista.

Riva agora, inclusive, avalia que a aliança com a Federação formada por PT/PV e PCdoB prejudicou o deputado federal, Neri Geller (PP), que busca por apoio no estado em seu projeto para tornar-se senador.

Durante a convenção do MDB no dia 4, a emedebista declarou que apenas cinco prefeitos estariam exclusivamente com Neri nesta campanha, isto devido a grande rejeição em torno do nome de Lula (PT).

“Não tem como você estar com um pé em uma canoa e um pé na outra. Então acho que muitos prefeitos apoiariam o Neri antes, mas acabaram mudando de ideia nessa reta final”, afirmou.

“Aquela ida para a federação sinalizou o apoio ao PT e naturalmente os prefeitos foram cobrados pela sua base”, completou a parlamentar, que antes mesmo do anúncio de Bezerra travou ma luta interna para não ter que apoiar Neri.

Leia Também:  Neri declara queda de quase R$ 6 milhões em bens desde 2018

Janaina declarou que a falta de apoio de Neri não tem ligação com seu trabalho como deputado federal, elogiando sua atuação como parlamentar nos anos de mandato.

“Ele [Neri] foi um bom federal, fez um bom trabalho, mas essa é uma composição nacional também, existe uma cobrança das bases dos prefeitos muito forte em relação ao apoio do Bolsonaro”, concluiu.

Durante sua convenção, o MDB de Mato Grosso decidiu ainda coligar com a chapa do governador Mauro Mendes (União Brasil) ao Governo de Mato Grosso.

Segundo o presidente estadual do partido, Carlos Bezerra, Neri seria majoritário entre os emedebistas. No entanto, Wellington também tem sua base de aliados entre os políticos e sinalizou que não quis criar racha.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

POLÍTICA

Lula é quase três vezes mais rico que Bolsonaro

Segundo declaração dos dois para a Justiça Eleitoral, o atual presidente tem R$ 2,3 milhões em patrimônio, enquanto petista soma R$ 7,4

Publicados

em

Tanto o petista quando o capitão da direita apresentaram números bem parecidos em 2018.

O petista Luís Inácio Lula da Silva é quase três vezes mais rico que Jair Bolsonaro (PSL), segundo os números que ambos declaram junto à Justiça Eleitoral para a disputa das eleições 2022.

O atual presidente da República declarou ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) que possui R$ 2,3 milhões em patrimônio, valor praticamente idêntico ao que apresentou há quatro anos.

No detalhamento dos bens, Bolsonaro oficializou possuir 1 cardeneta de poupança de R$ 591 mil, 3 depósitos em conta bancária, de R$ 316 mil, 1 apartamento de 240 mil, 4 casa avaliadas em mais de R$ 1 milhão e outros bens.

Em 2018, Bolsonaro havia declarado ter pouco mais de R$ 2,2 milhões.

Lista de bens declarados em 2022

Casa R$98.500,00
Caderneta de poupança R$591.047,58
Casa R$400.000,00
Casa R$40.000,00
Ações (inclusive as provenientes de linha telefônica) R$0,00
Quotas ou quinhões de capital R$249,00
Depósito bancário em conta corrente no País R$92,57
Apartamento R$240.930,00
Veículo automotor terrestre: caminhão, automóvel, moto, etc. R$26.500,00
Ações (inclusive as provenientes de linha telefônica) R$0,00
Casa R$603.803,54
Depósito bancário em conta corrente no País R$315.884,71
Depósito bancário em conta corrente no País R$547,33
Leia Também:  Obcecado pelo BRT, Mauro almoça com ministro do TCU

Declaração de Lula

Já o ex-presidente diz possuir bens no valor de R$ 7,4 milhões, quantia inferior à informada em 2018, quando estava preso em Curitiba, chegou registrar candidatura, mas foi impedido de concorrer à Presidência por causa das condenações na Lava Jato.

Nas eleições anteriores, os bens do petista somavam R$ 7,98 milhões, cerca de meio milhão a mais, em valores nominais. Boa parte do acúmulo de bens de Lula vem de suas famigeradas palestras, dadas por meio do Instituto Lula.

 

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍCIA

BRASIL E MUNDO

AGRO E ECONOMIA

FAMOSOS

MAIS LIDAS DA SEMANA