CUIABÁ

ARREGOU?

Mauro Mendes se blinda e diz que venda de vagões do VLT é "fofoca"

A informação foi divulgada pelo jornal A Gazeta, inclusive citando um encontro entre uma comitiva carioca com o Governo de Mato Grosso

Publicados

POLÍTICA

Segundo o governador, estes vagões não são mais do estado, embora tenha-se pago por eles.

O governador Mauro Mendes (União Brasil) negou que a sua gestão esteja negociando a venda dos 40 vagões do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT), que estão parados no Centro de Manutenções em Várzea Grande desde a paralisação das obras, em 2012. Segundo ele, tudo não passa de “fofoca”.

Nesta semana, foi divulgada a informação, pelo jornal A Gazeta, de que a Prefeitura do Rio de Janeiro procurou o Governo de Mato Grosso para adquirir os trens, inclusive enviando uma comitiva para visitar a capital e vistoriar os vagões no dia 6 de maio, onde ocorreu uma reunião. Mendes jura que a história não procede.

“Tem zero fundamento. Zero ao quadrado, zero ao cubo. Porque nós entramos com ação na Justiça e esses vagões não são do Estado de Mato Grosso. Nós entramos na Justiça e dissemos: Levem isso embora, isso é de vocês, e devolva o meu dinheiro”, disse.

“Então, o Governo não está negociando com ninguém para vender vagão A, B ou C. E quem fala diferente disso está conversando fiado”, completou. O governador lembrou que o contrato entre o Estado e o Consórcio VLT, que deveria executar a obra bilionária, já foi rescindido e ficou comprovada a prática de corrupção para escolha do modal.

“Nós não compramos vagões, compramos um sistema de transporte coletivo funcionando e eles não entregaram isso. E o Código Civil é muito claro: eles deram causa à rescisão contratual, então eles têm que indenizar o Estado. Então, levem isso embora e nos devolva o dinheiro. É isso que estamos pedindo na Justiça”, afirmou.

Leia Também:  CPI aponta improbidade e pede afastamento de secretária filha de prefeito

Sem citar nomes, Mendes afirmou que tudo indica que alguém esteja “plantando” a notícia na imprensa do Estado. “Em Mato Grosso se planta muita soja, muito milho, e tem muita fofoca sendo plantada também”, completou.

Nas últimas horas, o deputado federal, José Medeiros (PL), chamou a manobra de “bandidagem”, enquanto o prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (MDB), também entusiasta do VLT, citou que Mendes negociava “às escuras” e promovia “mais uma violência contra Cuiabá, sem limites de maldade e insensibilidade, por parte do Governo do Estado”.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

POLÍTICA

VEJA aponta Bolsonaro 15 pontos à frente de Lula em MT

Segundo média de pesquisas publicadas, o atual mandatário crava 47,7% da preferência no estado e o ex-presidente petista surge com 32,6%.

Publicados

em

Em nenhum outro estado analisado o presidente tem o índice de aprovação popular mais alto que Mato Grosso. A diferença em relação a Lula, porém, é maior no Acre

Levantamento da empresa de consultoria Vector Research, publicado no site da revista Veja, nesta semana, confirma o atual presidente da República, Jair Bolsonaro (PL), absoluto em Mato Grosso.

O levantamento traçou um paralelo direto entre Bolsonaro e Lula (PT), seu principal adversário e com quem deve, de fato, disputar diretamente o maior cargo do país nas urnas, em 2022.

Os números confirmam a liderança bolsonaristas em Mato Grosso com 15 pontos percentuais de frente, com o atual mandatário cravando 47,7% da preferência e o ex-presidente petista surgindo com 32,6%.

Cenário geral

Embora em solo mato-grossense o índice de apoio bolsonarista seja o maior registrado, do ponto de vista de vantagem direta sobre Lula, ou seja, de diferença entre um e outro, o estado mais bolsonarista é o Acre.

Por lá, são mais de 18 pontos de frente do atual presidente. Enquanto Bolsonaro chega a ter 47,4% das intenções de voto, Lula surge com 29,1%.

Diferença similar ocorre, também, em Santa Catarina, onde Bolsonaro supera Lula por 45,1% a 29%. A liderança se mantém acima do patamar de 40% em Goiás, com 42,4% contra 32,1% do petista..

Leia Também:  VEJA aponta Bolsonaro 15 pontos à frente de Lula em MT

O MAIS PETISTA

Do outro lado dos números, o Piauí é onde Lula (PT) tem a maior vantagem sobre Jair Bolsonaro (PL), com mais de 46 pontos de diferença.

O ex-presidente tem 64,2% de preferência entre os eleitores do estado nordestino, enquanto o presidente que busca a reeleição marca 17,3%.

Apanhado geral

O mapa da disputa presidencial nos estados foi montado pela Vector Research a partir de uma análise média com pesquisas de 15 institutos, realizadas entre os dias 6 de maio e 29 de junho em 24 estados (exceto Amapá e Rondônia) e no Distrito Federal.

A empresa preferiu restringir a análise à dupla de atuais líderes nas sondagens.

Veja abaixo os índices comparativos entre os principais candidatos à Presidência da República por estado:

 

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍCIA

BRASIL E MUNDO

AGRO E ECONOMIA

FAMOSOS

MAIS LIDAS DA SEMANA