CUIABÁ

POLO REGIONAL

Medeiros manda mais de R$ 43 milhões para Santa Casa de MT

Os recursos destinados por Medeiros possibilitaram, dentre outras coisas, a ampliação dos serviços de oncologia

Publicados

POLÍTICA

Os recursos, que são oriundos de emendas do deputado, evitaram o fechamento da unidade de saúde. FOTO - Denilson Paredes/ATribunaMT

O deputado federal José Medeiros (PL) destinou mais de R$ 43 milhões para o Hospital Santa Casa de Misericórdia e Maternidade de Rondonópolis, que é referência na média e alta complexidade da região Sul e Sudeste de Mato Grosso. Os recursos, que são oriundos de emendas do deputado, evitaram o fechamento da unidade de saúde que atende mais de 700 mil usuários do Sistema Único de Saúde (SUS) por mês.

Agora em maio, José Medeiros garantiu no orçamento da União, através de emenda de relatoria, mais R$ 10 milhões para o custeio da Santa Casa.

“A Santa Casa é uma das referências no atendimento a pacientes com covid-19. Portanto, é de extrema importância para a população da região Sul e Sudeste de Mato Grosso, pois atende mais de 19 municípios, além disso, oferece suporte para a Unidade de Pronto Atendimento da cidade. Os recursos que disponibilizamos ao longo de sua atuação parlamentar vão ajudar na ampliação do atendimento à população, fortalecendo a saúde pública da região”, destaca o parlamentar que é vice-líder do Governo Jair Bolsonaro na Câmara Federal.

Leia Também:  Escritório do deputado Thiago Silva é invadido por bandidos

Medeiros comenta ainda que fortalecer as unidades de saúde do interior do estado ajuda a desafogar a demanda em Cuiabá e Várzea Grande.

“Sabemos que existe uma grande demanda do interior de Mato Grosso para as cidades referências na área de saúde como é o caso de Cuiabá e Várzea Grande, principalmente nesse período pandêmico. Por esta razão, venho destinando boa parte das minhas emendas parlamentares para as prefeituras municipais investirem na saúde. Todas as regiões do estado foram contempladas. Isso também garante que os recursos serão aplicados na ponta e para quem realmente precisa”.

Os recursos destinados por Medeiros possibilitaram a ampliação dos serviços de oncologia, com a radioterapia e a melhora no atendimento dos hospitais dos Olhos e do Coração que estão dentro do complexo hospitalar da Santa Casa, que é referência em maternidade, neonatologia, oncologia, neurologia e pediatria no estado.

“É gratificante saber que milhares de pessoas estão sendo beneficiadas com saúde de qualidade e gratuita. Parabenizo a direção da Santa Casa pelo comprometimento com o SUS e pela correta gestão dos recursos públicos”.

Leia Também:  Governo de MT é citado em site nacional por falta de transparência

Além da Santa Casa, Medeiros enviou, em 2020, R$ 900 mil para a compra de um tomógrafo e um raio-x para o Hospital Regional de Rondonópolis. O recurso foi destinado para o Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Saúde, mas os equipamentos não foram comprados.

No mesmo ano, o parlamentar também enviou R$ 6 milhões para o estado aplicar no custeio da saúde.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

POLÍTICA

VEJA aponta Bolsonaro 15 pontos à frente de Lula em MT

Segundo média de pesquisas publicadas, o atual mandatário crava 47,7% da preferência no estado e o ex-presidente petista surge com 32,6%.

Publicados

em

Em nenhum outro estado analisado o presidente tem o índice de aprovação popular mais alto que Mato Grosso. A diferença em relação a Lula, porém, é maior no Acre

Levantamento da empresa de consultoria Vector Research, publicado no site da revista Veja, nesta semana, confirma o atual presidente da República, Jair Bolsonaro (PL), absoluto em Mato Grosso.

O levantamento traçou um paralelo direto entre Bolsonaro e Lula (PT), seu principal adversário e com quem deve, de fato, disputar diretamente o maior cargo do país nas urnas, em 2022.

Os números confirmam a liderança bolsonaristas em Mato Grosso com 15 pontos percentuais de frente, com o atual mandatário cravando 47,7% da preferência e o ex-presidente petista surgindo com 32,6%.

Cenário geral

Embora em solo mato-grossense o índice de apoio bolsonarista seja o maior registrado, do ponto de vista de vantagem direta sobre Lula, ou seja, de diferença entre um e outro, o estado mais bolsonarista é o Acre.

Por lá, são mais de 18 pontos de frente do atual presidente. Enquanto Bolsonaro chega a ter 47,4% das intenções de voto, Lula surge com 29,1%.

Diferença similar ocorre, também, em Santa Catarina, onde Bolsonaro supera Lula por 45,1% a 29%. A liderança se mantém acima do patamar de 40% em Goiás, com 42,4% contra 32,1% do petista..

Leia Também:  Emanuel cobra que vereadores deem resposta ao povo no caso Paccola

O MAIS PETISTA

Do outro lado dos números, o Piauí é onde Lula (PT) tem a maior vantagem sobre Jair Bolsonaro (PL), com mais de 46 pontos de diferença.

O ex-presidente tem 64,2% de preferência entre os eleitores do estado nordestino, enquanto o presidente que busca a reeleição marca 17,3%.

Apanhado geral

O mapa da disputa presidencial nos estados foi montado pela Vector Research a partir de uma análise média com pesquisas de 15 institutos, realizadas entre os dias 6 de maio e 29 de junho em 24 estados (exceto Amapá e Rondônia) e no Distrito Federal.

A empresa preferiu restringir a análise à dupla de atuais líderes nas sondagens.

Veja abaixo os índices comparativos entre os principais candidatos à Presidência da República por estado:

 

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍCIA

BRASIL E MUNDO

AGRO E ECONOMIA

FAMOSOS

MAIS LIDAS DA SEMANA