CUIABÁ

AGRO

Operação do Ibama embarga 8 mil hectares em Mato Grosso

Publicados

AGRO

Duas operações do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) resultaram em embargo de 8 mil hectares de cerrado ilegalmente desmatados em Mato Grosso, evitar a destruição de outros 1.120 hectares na região de Santa Teresinha (MT), na Bacia do Araguaia, e o fechamento de quatro serrarias no município de Novo Progresso (PA).

Com a operação, feita com apoio da Polícia Militar, foram salvas diversas espécies nativas do cerrado, como pequizeiros, que seriam destruídos para a criação de áreas de pastagem. Até o momento, as multas aplicadas em razão das irregularidades já somam R$ 37,4 milhões. Todas as informações obtidas durante a investigação serão encaminhadas ao Ministério Público Estadual (MPE), que fará a apuração no âmbito criminal.

A maior parte da área desmatada fica em um imóvel rural parcialmente invadido por grileiros, que buscavam lotear o terreno. Além disso, a operação identificou propriedades em que a presença de vegetação nativa em áreas de varjão era omitida pelos responsáveis legais, que tinham o objetivo de obter autorização para limpeza de pasto de maneira simplificada.

Leia Também:  Com o caixa "bufando", Governo de MT quer emprestar dinheiro do BID

Pará

Realizada em conjunto com a Força Nacional, a operação no Pará resultou na apreensão de 478 metros cúbicos de madeira ilegalmente extraída da Floresta Nacional do Jamanxim. Os agentes também recolheram três carretas usadas no transporte da madeira e três tratores.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Login

Deixe uma resposta

AGRO

MT aumenta área plantada de soja, mas deve produzir menos

Por fim, a produção total para a próxima colheita ficou projetada em 39,48 milhões de toneladas para o estado.

Publicados

em

Sobre a produtividade, a estimativa foi estipulada em 58,62 saca/hectare, menos que 2021. FOTO - Exame/Alexis Prappas

A área aguardada de soja para a próxima temporada no estado de Mato Grosso (safra 2022/23) ficou projetada em 11,13 milhões de hectares, incremento de 2,55% em relação à safra 2021/22.

A ampliação inicial está pautada pela valorização do preço da oleaginosa, demanda aquecida e o momento de preços favoráveis dos subprodutos da soja, o que motivou alguns produtores a fazerem a conversão de áreas de pastagens para agricultura, principalmente em regiões onde a pecuária predomina — Nordeste, Noroeste e Norte.

A informação foi divulgada, nos últimos dias, pelo Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (IMEA), no boletim semanal da soja. Sobre a produtividade, a estimativa foi estipulada em 58,62 saca/hectare, o que representa 1,26% abaixo em relação ao rendimento da safra 2021/22.

Apesar do recuo na estimativa, neste primeiro momento as projeções ficam limitadas,
devido a alguns pontos que podem impactar no decorrer da safra, como: condições climáticas e incertezas de investimento devido ao alto custo de produção.

Por fim, a produção total ficou projetada em 39,48 milhões de toneladas para o estado.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Laudo confirma que Riva não tem mais câncer e o obriga a pagar imposto
Continue lendo

POLÍCIA

BRASIL E MUNDO

AGRO E ECONOMIA

FAMOSOS

MAIS LIDAS DA SEMANA