CUIABÁ

AGRO

Rondonópolis registra aumento na emissão de alvarás em 2019

Publicados

AGRO

Em Rondonópolis, a quantidade de liberação de alvarás pela Prefeitura cresceu em comparação aos números de 2018, quando foram emitidos 2.358 documentos. Para se ter uma ideia deste crescimento, segundo o levantamento da Secretaria Municipal de Receita, em 2019, já foram liberados, até o momento, 1115 alvarás, sendo que destes, 77 ocorreram nos primeiros 15 dias maio.

“Este mês já tivemos a solicitação de 77 emissões de alvará e 77 já foram liberados”, comentou a Secretária Municipal Receita, Erazilene Valentim Silva, observando que a meta da Prefeitura de Rondonópolis é cada vez mais agilizar os processos administrativos para emissão de alvarás, que têm apresentado este ano um ritmo de solicitação maior que 2018, quando foram emitidos 2.358 alvarás.

“Se seguirmos neste ritmo, a previsão é de que este ano vamos ultrapassar o número emitido no ano passado, já que foram expedidos até hoje (15 de maio) 1115 documentos”, apontou a secretária.

A secretária adiantou que a pasta tem trabalhado algumas ações para dar uma maior agilidade no processo administrativo interno para emissão de alvarás. Umas das ações que estão sendo trabalhadas é a implantação no site da Prefeitura de Rondonópolis do Web Service, visando facilitar a emissão de alvarás para todas as modalidades de empresas do município.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Blairo lamenta falecimento de artista plástico e jornalista Denis Maris
Propaganda
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Login

Deixe uma resposta

AGRO

MT aumenta área plantada de soja, mas deve produzir menos

Por fim, a produção total para a próxima colheita ficou projetada em 39,48 milhões de toneladas para o estado.

Publicados

em

Sobre a produtividade, a estimativa foi estipulada em 58,62 saca/hectare, menos que 2021. FOTO - Exame/Alexis Prappas

A área aguardada de soja para a próxima temporada no estado de Mato Grosso (safra 2022/23) ficou projetada em 11,13 milhões de hectares, incremento de 2,55% em relação à safra 2021/22.

A ampliação inicial está pautada pela valorização do preço da oleaginosa, demanda aquecida e o momento de preços favoráveis dos subprodutos da soja, o que motivou alguns produtores a fazerem a conversão de áreas de pastagens para agricultura, principalmente em regiões onde a pecuária predomina — Nordeste, Noroeste e Norte.

A informação foi divulgada, nos últimos dias, pelo Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (IMEA), no boletim semanal da soja. Sobre a produtividade, a estimativa foi estipulada em 58,62 saca/hectare, o que representa 1,26% abaixo em relação ao rendimento da safra 2021/22.

Apesar do recuo na estimativa, neste primeiro momento as projeções ficam limitadas,
devido a alguns pontos que podem impactar no decorrer da safra, como: condições climáticas e incertezas de investimento devido ao alto custo de produção.

Por fim, a produção total ficou projetada em 39,48 milhões de toneladas para o estado.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Wilson faz pressão em Mendes: "não será o coveiro do Rio Cuiabá"
Continue lendo

POLÍCIA

BRASIL E MUNDO

AGRO E ECONOMIA

FAMOSOS

MAIS LIDAS DA SEMANA