CUIABÁ

PADRÃO DE VIDA

Segundo Cattani, bolsonaristas raiz são "fiéis às suas esposas"

O deputado estadual exemplificou que não se trata apenas do que o cidadão diz que é, mas da consonância disso com suas atitudes

Publicados

POLÍTICA

Deputado comentou fatos recentes que sacudiram o entorno do presidente, como as denúncias contra o ex-presidente da Caixa

Questionado sobre como o eleitor e a opinião pública podem identificar um bolsonarista raiz, o deputado estadual, Gilberto Cattani (PL), que se apresenta como um não teve dúvida ao indicar que, dentre outras coisas, são homens que não traem suas mulheres.

“Pessoas que são fiéis às suas esposas, pessoas que defendem sua família, pessoas que são honestas, pessoas que de fato vivem o que pregam”, definiu Cattani, em conversa com a imprensa, na última quarta-feira (29).

A afirmação de que os princípios de “bolsonaristas raiz” vão além dos princípios políticos, veio em meio à polêmica que envolve o ex-presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães, acusado de assédio sexual.

Guimarães, que saiu do cargo, nesta semana, após o vazamento de escândalos de possíveis assédios morais e sexuais com servidoras do banco público, sempre tentou mostrar proximidade com o presidente, Jair Bolsonaro (PL).

‘Você ser de direita não é você falar que é de direita, não é você falar, agora eu sou de direita, faço isso, faço aquilo. Você tem que realmente ser, isso está dentro de você, são princípios e valores que as pessoas têm dentro de si e que elas demonstram em seu dia a dia, nem somente na política, em qualquer instância do seu dia a dia (…) Se todo mundo que fala que hoje é bolsonarista, de fato, fosse, Bolsonaro era presidente do mundo, não do Brasil”, declarou o deputado.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Técnico faz sinais de facção criminosa e é morto em balada de MT
Propaganda

POLÍTICA

Mauro vê plágio em plano de Governo de Márcia e Emanuel ironiza

Grupo de oposição quer colocar em prática aquilo que o governador, enquanto candidato, teorizou e nunca entregou

Publicados

em

Emanuel é o coordenador da campanha de Márcia e vai explorar os desgastes do atual gestor para dar fôlego ao projeto oposicionista. FOTO - Marcus Vallant GD

A candidata a governadora de Mato Grosso, Márcia Pinheiro (PV), rebateu a acusão de que seu plano de governo é plágio das propostas apresentadas por Mauro Mendes (UB), nas eleições de 2018.

O prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (MDB), coordenador da campanha de Márcia, disse que as propostas descritas no Plano de Governo de Marcia atendem exatamente a necessidades universais não cumpridas pela atual gestão do Estado.

Dentre os pontos, cita o pagamento da Revisão Geral (RGA) e a valorização dos servidores públicos. “Não se trata de nenhum demérito. É uma questão de redação. E se o gestor atual não conseguiu cumprir o que havia prometido, é uma necessidade do povo, vai constar no Plano de Governo”, Emanuel Pinheiro (MDB).

A coordenação da campanha a reeleição de Mauro apontou que 23 compromissos protocolados na Justiça Eleitoral em 2018 pelo então candidato e atual governador Mauro Mendes (UB) foram plagiados, na íntegra, pela candidata de oposição Márcia Pinheiro (PV), em seu Plano de Governo das eleições de 2022.
No total, 71 propostas de Mauro em 2018 foram alvo de “inspiração” para a primeira-dama de Cuiabá, sendo 23 integralmente copiadas. De acordo com Emanuel, “o fato de serem propostas idênticas ou semelhantes deve-se, exclusivamente, a inoperância da atual gestão que não cumpre o que promete. E, logicamente, o debate deve ser retomado. Se é uma necessidade da população, o assunto retornará a pauta”, asseverou.

Leia Também:  Petista acusado de desvio milionário e assédio é suplente de Neri

Quanto à entrega do novo hospital municipal de Cuiabá , o coordenador lembra que foi a gestão Emanuel Pinheiro quem finalizou e entregou à população de todo estado o maior e mais moderno hospital de Cuiabá, obra que foi prometida pelo então prefeito Mauro Mendes e que não foi entregue.

Hoje, em razão da desassistência da saúde no interior do Estado, o novo pronto-socorro é a referência a milhares de moradores de Mato Grosso e a citação à construção, descrita no Plano de Governo, trata-se de um erro da equipe redatora e será devidamente corrigido.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍCIA

BRASIL E MUNDO

AGRO E ECONOMIA

FAMOSOS

MAIS LIDAS DA SEMANA