CUIABÁ

REGULARIZAÇÃO

Claudinei quer que servidores públicos recebam a RGA de 2018 do governo de MT

O parlamentar e outros deputados assinaram requerimento, em regime de urgência, para projeto que susta os efeitos do Acórdão de n.º 539/2018 do TCE

Publicados

SEM CATEGORIA

Claudinei quer que governo estadual pague RGA de 2018

Para dar andamento aos trâmites na regularização da Revisão Geral Anual (RGA) de 2018 que garante o pagamento de 4,19% sob a remuneração dos servidores públicos do estado de Mato Grosso, o deputado estadual Delegado Claudinei (PL) juntamente com sete parlamentares assinaram o Requerimento de Dispensa de Pauta do Projeto de Decreto Legislativo de n.º 01/2022, nesta quarta-feira (27), que susta os efeitos do Acórdão de n.º 539/2018, relativo ao processo de n.º 183482/2018 do Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso (TCE/MT).

A intenção é que seja apresentada a proposição, na próxima sessão plenária da Assembleia Legislativa, para dar celeridade ao processo e facilitar também o pagamento da RGA dos demais anos que não foram realizados, segundo Claudinei.

“Colhi essas assinaturas dos deputados junto a minha, para apresentarmos esse requerimento de dispensa de pauta. Para que a gente possa tramitar o mais rápido e seja possível regularizarmos a RGA de 2018 e facilitar a negociação e pagamento dos demais anos atrasados de 2019 e 2020”, justificou.

Leia Também:  "Lua de Sangue" deve atrair mato-grossenses para mirantes

Ele acrescentou que esse projeto está sendo avaliado na Comissão de Trabalho e Administração Pública da Casa de Leis, desde o dia 6 de abril e havia sido apresentado em plenário, em 16 de março deste ano. “Agora, com essa iniciativa da nossa parte, quem sabe damos celeridade e possamos resolver essa situação. Afinal, a RGA é um direito constitucional que assegura a remuneração e o subsídios aos servidores públicos”, conclui o deputado.

 

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

SEM CATEGORIA

“Lua de Sangue” deve atrair mato-grossenses para mirantes

A Lua de Sangue ocorre quando há um eclipse total, deixando a lua em tom avermelhado, o que, neste domingo (15), ocorrerá a partir das 23h30

Publicados

em

Fenômeno será o primeiro e último eclipse de 2022

O eclipse lunar ‘Lua de Sangue’ poderá ser visto na noite deste domingo (15) em todo o Brasil. Em Mato Grosso, onde várias cidades possuem mirantes e regiões mais altas, conhecidas por atrair turistas para ver o nascer e o pôr do sol, muita gente deve se encaminhar aos locais para ver o raro fenômeno, que será o único eclipse do ano.

Em Cuiabá, a Lua de Sangue deve atrair muita gente ao mirante do Parque Tia Nair. Desta vez, os brasileiros foram privilegiados, já que poderão acompanhar todas fases do fenômeno astronômico, o que é considerado uma raridade pelos estudiosos.

A Lua de Sangue ocorre quando há um eclipse total, deixando a lua em tom avermelhado, o que, neste domingo (15), ocorrerá por volta das 23h30 até 00h55 (horário local).

O último eclipse lunar visto no Brasil foi no ano passado, porém, não pôde ser visualizado por completo. Segundo o físico da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), Pablo Munayco, o eclipse lunar com a ‘Lua de Sangue’ ocorre quando há o alinhamento completo do Sol com a Terra e a Lua.

Leia Também:  "Lua de Sangue" deve atrair mato-grossenses para mirantes

O fenômeno é considerado uma raridade, pois depende da visualização da lua. “Nem sempre é possível ver o eclipse. Isso só acontece quando a lua está visível para nós, porque vai depender da rotação dela no entorno da Terra e da Terra no torno do Sol”, explica Munayco.

A previsão é de que um fenômeno como este só possa ser visto por completo, novamente, no Brasil, em maio de 2025.

Telescópio à disposição em Cuiabá

Na capital Cuiabá, haverá um telescópio à disposição da comunidade no mirante do Parque Tia Nair, a partir das 21h30, quando ocorre a primeira fase do fenômeno: a penumbra.

A segunda fase do eclipse está prevista para às 22h30 e a lua só ficará vermelha por volta das 23h30, que é quando ocorre o eclipse total. Depois disso, inicia o processo inverso, que também poderá ser visto na capital, até às 2h50.

A contemplação do fenômeno celeste é realizada pelo Instituto de Física da UFMT e pelo Clube de Astronomia de MT, com o apoio da Prefeitura de Cuiabá, Defesa Civil e Rotary Club Cuiabá.

Leia Também:  "Lua de Sangue" deve atrair mato-grossenses para mirantes
COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍCIA

BRASIL E MUNDO

AGRO E ECONOMIA

FAMOSOS

MAIS LIDAS DA SEMANA