CUIABÁ

Educação

Cada um brinca com o que quiser! Isso aí é rachismo!

Publicados

Educação

Acontece nesta segunda-feira (29), ás 14h, na Universidade Federal de Rondonópolis (MT), a defesa da dissertação de mestrado “Cada um brinca com o que quiser! Isso aí é rachismo! ”: Infância e relações de gênero na brinquedoteca de uma instituição de Educação Infantil”. A defesa será apresentada na sala 13 do bloco central da Universidade.

A dissertação foi desenvolvida pela mestranda Sandra Celso de Camargo, orientada pela Doutora em Psicologia (Psicologia Clínica) Raquel Gonçalves Salgado, discute e problematiza as relações de poder que hierarquizam e estruturam as masculinidades e feminilidades.

A pesquisa levou em consideração o levante do conservadorismo, que pretende eliminar as discussões relativas à gênero, e foi a partir desse ponto de vista que surge a necessidade de criar espaços onde o debate possa ocorrer, uma vez que, um dos intuitos principais desses movimentos, em relação as políticas educacionais, é atribuir uma forma única de ver e viver a infância.

Segundo a mestranda Sandra Celso “o campo sobre o qual construo esta pesquisa é o da Infância e Gênero, numa perspectiva feminista que compreende que as pessoas são de uma única forma, uma vez que diferentes condições sociais, geram violências e opressões diferentes”, pontua a mestranda.

O principal objetivo da análise é avaliar as relações de gênero nos modos como crianças e professoras compartilham o ambiente da brinquedoteca e os sentidos que produzem sobre essas relações nas experiências vividas em uma instituição de Educação Infantil da rede pública municipal de Rondonópolis (MT).

Avaliando de forma mais profunda, a Instituição de Educação Infantil, ao se ancorar nos discursos da psicologia do desenvolvimento e da pedagogia tradicional, apresenta-se como espaço de controle dos corpos de meninas e meninos, guiando seus fazeres pela normatividade de gênero, mas também é espaço de resistência e transgressões.

Sandra Celso conta que uma pesquisa feita com crianças precisa ser descrita num texto que traga as vozes infantis. “É com o intuito de marcar o protagonismo das crianças participantes e colaboradoras nesta pesquisa, que trago, no título desta dissertação, o discurso de uma delas. Naquele primeiro momento, uma delas me mostrou o que é ‘rachismo’ [sic], ao enunciar que ‘cada um brinca com o que quiser’ “.

A mestranda conclui, “Nós profissionais da Educação Infantil não somos preparadores de crianças, que as docilizam, adestrando seus corpos para que suas mentes possam se desenvolver linearmente. Precisamos nos dedicar a conhecer as crianças em sua inteireza e ir construindo, com elas e para elas, uma Educação que questione as formas estratificadas e hierárquicas que sustentam a organização de nossa sociedade, para que mais crianças consigam perceber o ‘rachismo’ – e combatê-lo”.

Fonte: Por Cláudia Santos

COMENTE ABAIXO:
Propaganda
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Login

Deixe uma resposta

CIDADES

Governo de MT suspende retorno das aulas presenciais

Publicados

em

O governo estadual voltou atrás na decisão da retomada das aulas presenciais, marcada para começar no dia 7 de junho, e decidiu, na tarde de ontem (28), suspender o retorno das aulas na modalidade híbrida até o dia 16 de julho.

De acordo com o secretário de Educação, Alan Porto, as aulas vão continuar na modalidade não presencial até o fim deste semestre. O alto índice de ocupação de leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e a volta do crescimento de casos e mortes, com o início da terceira onda da Covid-19, foram os principais motivos para a suspensão, que foi definida em reunião com o governador Mauro Mendes.

Também foi considerado o início da vacinação dos profissionais da educação. A previsão é que, após o recesso escolar do meio do ano, em agosto, os alunos retornem na modalidade híbrida, quando os servidores já devem estar imunizados.

COMENTE ABAIXO:

Continue lendo

POLÍCIA

BRASIL E MUNDO

AGRO E ECONOMIA

FAMOSOS

MAIS LIDAS DA SEMANA